Marcelo e a requisição civil para a greve de enfermeiros: “É intolerável que a reação seja a de ‘não cumprimos, não acatamos'”

Marcelo Rebelo de Sousa defende que os enfermeiros têm de cumprir a requisição civil imposta pelo Governo.

Rodrigo Antunes / Lusa

O Presidente da República considera ser “intolerável” que os enfermeiros não respeitem a requisição civil decretada pelo Governo para travar a greve dos enfermeiros.

“Preocupa-me ver ser anunciada uma requisição civil e haver uma resposta ‘ah, se for assim não vamos trabalhar’. Isto não é argumento em democracia”, declarou Marcelo Rebelo de Sousa em entrevista na TVI 24.

“É intolerável que se pense que perante uma decisão legal a reação adequada seja a de ‘não cumprimos, não acatamos’. Aqui, o Presidente da República é muito claro: muito afeto, mas afeto com autoridade”, afirmou o Presidente.

Recorde-se que o Governo aprovou na quinta-feira uma requisição civil, um mecanismo legal para travar uma greve, por considerar que os enfermeiros não estavam a cumprir com os serviços mínimos.

Relacionadas

Sindicato dos enfermeiros avança com providência cautelar contra requisição civil do Governo

A providência cautelar para tentar travar a requisição civil foi interposta pelo Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal.

Bastonária dos enfermeiros: “Não houve violação dos serviços mínimos”

Ana Rita Cavaco garantiu que não houve incumprimento dos serviços mínimos durante a greve dos enfermeiros.

Greve dos Enfermeiros: Cristas apela a “papel moderador” de Marcelo

CDS-PP argumentou que Presidente tem uma “autoridade inquestionável” e que “lhe confere uma magistratura de influência que pode exercer no sentido de moderar este conflito extremado”.

Enfermeiros: Marcelo aponta problemas legais ao “crowdfunding” e não contesta requisição civil

O presidente da República apontou esta quinta-feira problemas legais ao ‘crowdfunding’ que está a financiar as greves dos enfermeiros e não contestou a decisão do Governo de recorrer à requisição civil justificada com o incumprimento dos serviços mínimos.
Recomendadas

Governo espera reagendar cirurgias adiadas na próxima semana

A ministra da Saúde, Marta Temido, afirmou hoje que no início da próxima semana espera ter um novo planeamento para dar resposta às cirurgias adiadas no primeiro e segundo período de greve dos enfermeiros.

Greve dos enfermeiros: PGR assume como “gralha” alteração de data de parecer

A Procuradoria-Geral da República (PGR) assumiu hoje como “uma gralha” a alteração da data de publicação em Diário da República do primeiro parecer sobre a “greve cirúrgica” dos enfermeiros, atrasando em 81 dias aquela data.

Enfermeiros: SINDEPOR recebido pela Casa Civil do Presidente da República

A Casa Civil do Presidente da República recebeu hoje a direção do Sindicato Democrático dos Enfermeiros (SINDEPOR).
Comentários