Marcelo Rebelo de Sousa reúne-se com Guterres no domingo e discursa quarta-feira na ONU

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai encontrar-se com o secretário-geral das Nações Unidas (ONU), António Guterres, no domingo, em Nova Iorque, onde irá discursar na 73.ª sessão da Assembleia Geral desta organização, na quarta-feira.

Cristina Bernardo

De acordo com o programa divulgado pela Presidência da República, o chefe de Estado estará em Nova Iorque até quarta-feira e, à margem da sessão da Assembleia Geral da ONU, tem previstos encontros bilaterais com os seus homólogos do Quénia, Uhuru Kenyatta, de Moçambique, Filipe Nyusi, da Colômbia, Iván Duque Márquez, do Egito, Abdel Fattah al-Sisi, e das ilhas do Palau, Tommy Remengesau.

Ainda à margem da sessão da Assembleia Geral, que integra representantes de todos os 193 Estados membros da ONU, Marcelo Rebelo de Sousa irá participar, na terça-feira, numa reunião de chefes de delegação da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), promovida por Cabo Verde, que atualmente preside a esta organização.

O Presidente da República viaja para Nova Iorque no domingo e irá encontrar-se com António Guterres no gabinete do secretário-geral das Nações Unidas ao final do dia, já na madrugada de segunda-feira em Lisboa.

Na segunda-feira, o chefe de Estado participa e intervém na sessão de abertura da Cimeira de Paz Nelson Mandela, em homenagem ao antigo presidente sul-africano, nascido há cem anos, na sede da ONU, em que deverá ser adotada uma declaração política.

O seu discurso no debate geral da 73.ª sessão da Assembleia Geral da ONU está marcado para quarta-feira, dia em que também marcará presença na cimeira sobre o clima “Um Planeta”, iniciativa organizada por António Guterres e pelo Presidente francês, Emmanuel Macron.

O debate geral deste ano da Assembleia Geral das Nações Unidas tem como tema “Tornar a ONU relevante para todos: Liderança global e responsabilidade partilhada para sociedades pacíficas, equitativas e sustentáveis”.

Em setembro de 2016, o Presidente da República participou na 71.ª sessão da Assembleia Geral da ONU, focado na candidatura de António Guterres a secretário-geral desta organização – cargo para o qual o antigo primeiro-ministro português seria escolhido menos de um mês depois, iniciando funções em 01 de janeiro de 2017.

Há dois anos, Marcelo Rebelo de Sousa estreou-se no debate geral anual entre chefes de Estado e de Governo dos 193 Estados-membros da ONU com um discurso em que defendeu que o novo secretário-geral devia ser “um congregador de espíritos e de vontades”, na linha de Mahatma Gandhi e Nelson Mandela.

No ano passado, foi o primeiro-ministro, António Costa, quem representou o Estado português na 72.ª sessão da Assembleia Geral da ONU.

Ler mais
Recomendadas

Comunidade Económica da África Ocidental quer moeda única em 2020

Os 15 países da CEDEAO reafirmaram esta segunda-feira, em Abidjan, o objetivo de lançar uma moeda única em 2020, apesar dos “desafios” deste projeto pensado há 30 anos.

Crise em Angola obriga empresários a recrutarem mais talentos angolanos

Estudo divulgado esta segunda-feira revela que as empresas angolanas, em 2018, recrutaram mais licenciados e bacharéis para trabalhar na área tecnológica, com maior domínio de HTML, Java, SQL, Visual Basic e Visual Basic Net.

Morsi, antigo presidente do Egito, morre em tribunal

O antigo presidente do Egipto Mohammed Morsi, acusado de espionagem, morreu em tribunal, avança a televisão pública egípcia.
Comentários