Marcelo sobre o fim da OPA chinesa à EDP: “É o mercado a funcionar”

Questionado sobre se o fim da OPA poderia colocar entraves na entrada de mais capital chinês em Portugal, o Presidente da República rejeitou essa possibilidade.

Cristina Bernardo

Marcelo Rebelo de Sousa considera que o fim da oferta pública de aquisição (OPA) da China Three Gorges sobre a EDP não vai ter impacto negativo na entrada de investimento chinês em Portugal.

Questionado sobre se o fim da OPA poderia colocar entraves na entrada de mais capital chinês em Portugal, o Presidente da República rejeitou essa possibilidade.

“É o mercado a funcionar. Não há intervenção dos Estados, não houve sequer intervenção dos reguladores, isto é o mercado a funcionar”, disse o Presidente a partir da China onde se encontra em visita oficial.

“Portanto, o mercado funciona nos termos em que deve funcionar. Quem intervem num quadro da economia portuguesa e da economia europeia, sabe que o mercado funciona naturalmente”, segundo Marcelo Rebelo de Sousa nas declarações transmitidas pela SIC Notícias.

A OPA chinesa à EDP morreu na assembleia-geral na quarta-feira, 24 de abril, quando os acionistas da empresa chumbaram a desblindagem de votos, uma das condições de sucesso para a OPA, conforme determinado pela CTG.

Depois do chumbo, António Mexia garantiu que a “parceria com a CTG é para manter”. O presidente-executivo da elétrica afirmou que as duas empresas estão a trabalhar em conjunto para entrarem em novos mercados na América Latina.

 

Mexia: “Resultado da AG é da exclusiva responsabilidade dos acionistas. Parceria com CTG é para manter”

 

 

Ler mais
Recomendadas

Aeronáutica, Espaço e Defesa valem entre 1,6 e 1,8 mil milhões

Estudo da consultora EY conclui que TAP, OGMA e Embraer valem cerca de 30% deste ‘cluster’, que já emprega em Portugal cerca de 14.700 pessoas.

Crédito Agrícola elege hoje novos órgãos sociais

A lista encabeçada por Licínio Pina é a única concorrente. O atual presidente está à frente dos destinos da Caixa Central de Crédito Agrícola desde 2013.

NASA e Agência Espacial Europeia em Ponte de Sor

O ‘cluster’ aeronáutico e aeroespacial agrupado no Portugal Air Summit 2019 vai ter o contributo das duas principais agências espaciais.
Comentários