Mazda chama 640.000 carros à oficina por avarias nas válvulas dos motores diesel

O fabricante nipónico de veículos Mazda chamou hoje à oficina 640.000 automóveis a diesel em todo o mundo devido a problemas técnicos nas válvulas dos motores.

Os modelos afetados são o Mazda 3, o CX-5 e o CX-8, dos quais 230.000 carros serão revistos no Japão e outros 410.000 no resto do mundo, segundo confirmou à agência espanhola Efe um porta-voz da companhia.

O problema foi detetado nas molas das válvulas usadas nos motores a ‘diesel’ destes modelos, uma falha semelhante à que provocou uma outra chamada, na semana passada, da concorrente Subaru Motor e que afetou 400.000 veículos.

A maioria das fabricantes nipónicas no setor automóvel viram-se obrigadas a proceder recentemente a chamadas à revisão de milhares de veículos por causa de irregularidades nos seus procedimentos de inspeção ou defeitos em materiais e componentes dos seus fornecedores, problemas que tiveram um impacto significativo nos resultados do negócio.

Recomendadas

34 anos depois, Wall Street volta a ‘vestir’ Levi Strauss. Regresso com subida superior a 30%

Para regressar aos mercados, a empresa colocou em circulação 36,66 milhões de ações, que chegaram aos investidores com um preço fixado de 17 dólares por título, um valor superior ao valor de referência fixado na oferta de saída que se situava entre os 14 e os 16 dólares.

Grupo Sonae investiu 1,2 mil milhões em 2018

O grupo não está preocupado com a entrada da Mercadona no território nacional – “já enfrentámos franceses e alemães”. E, por outro lado, ainda não desistiu de todo do IPO que, em 2018, não conseguiu levar por diante com a Sonae MC.

Economia digital: faturação das PME portuguesas atingiu os 97 milhões de euros

Segundo um estudo da PayPal, a internet permite que as pequenas e médias empresas acedam a “mais de 4,1 mil milhões de clientes de todo o mundo”. Ficou comprovado que a faturação das pequenas empresas portuguesas, sustentadas na economia digital, aumentou mais de 19% entre 2016 e 2017, para mais de 97 milhões de euros.
Comentários