Médicos vão ser incentivados a perguntar aos doentes se praticam exercício físico

A partir do mês de junho, essa nota passa a estar disponível no registo dos pacientes, nos centros de saúde.

Esta terça-feira vai ser apresentado o Programa Nacional para a Promoção da Atividade Física (PNPAF). O diretor do PNPAF, Pedro Teixeira, avançou ao jornal “Público” a informação de que os médicos de família vão começar a ser incentivados a perguntar aos doentes se praticam exercício físico.

Apesar de se tratar de questões facultativas que os profissionais de saúde podem colocar, a partir do mês de junho, essa nota passa a estar disponível no registo dos pacientes, nos centros de saúde vai contar para a sua avaliação, adianta ainda o responsável pelo programa da Direcção-Geral da Saúde.

Segundo explicou Pedro Teixeira ao matutino, uma das metas mais importantes é a criação de uma comissão intersetorial com as secretarias de Estado da Saúde, da Educação, da Ciência, do Desporto, da Integração de Pessoas com Deficiência e do Emprego. Além disso, vai ser necessário apostar na formação dos médicos, para que consigam aconselhar e recomendar programas de acompanhamento de atividade física.

As autoridades de saúde nacionais tiveram, pela primeira vez desde 198, acesso a dados concretos sobre os hábitos de alimentação e a atividade física da população portuguesa. O Inquérito Alimentar Nacional e de Atividade Física fez um retrato inédito da população portuguesa.

A informação no documento, divulgado recentemente, revela o seu consumo alimentar, incluindo tipo de alimentos, nutrientes, suplementos alimentares e nutricionais e outros comportamentos alimentares de risco, níveis de insegurança alimentar e níveis de atividade física, incluindo comportamentos sedentários e atividades desportivas.

 

 

 

Ler mais
Relacionadas

O retrato da saúde em Portugal

A OCDE perguntou e os portugueses responderam: somos os europeus mais insatisfeitos com a vida. Mas será que esta insatisfação está associada a problemas de saúde? Foi o que procurámos responder através de um retrato da realidade portuguesa no Dia Mundial da Saúde.

O que comem e que exercício físico fazem os portugueses?

São hoje conhecidos os resultados do Inquérito Alimentar Nacional, realizado por várias universidades junto de 6.500 pessoas, com idades entre os três meses e os 84 anos de idade, em todas as regiões do país.
Recomendadas

Sindicato dos Enfermeiros Portugueses acusa ministra da Saúde de dizer “inverdades”

Em causa estão as declarações da ministra da Saúde, Marta Temido, proferidas na quinta-feira no final de reuniões com os sindicatos dos enfermeiros, em que afirmou não ser possível “corrigir hoje, por uma revisão da carreira, tudo o que é um histórico de congelamentos” na profissão de enfermagem.

Farmacêuticos avisam que segurança dos doentes nos hospitais está posta em causa

A bastonária da Ordem dos Farmacêuticos alerta que a segurança dos doentes está posta em causa nos hospitais públicos por falta de profissionais e diz que só falta aos farmacêuticos “lavar o chão” das farmácias hospitalares.

Governo estima que despesa do SNS tenha atingido 10 mil milhões de euros em 2018

“Entre 2015 e 2018 a despesa corrente primária da Administração Central aumentou 1.745 milhões de euros, tendo a despesa do SNS representado 1.042 milhões de euros daquele valor”, refere o Ministério das Finanças e o da Saúde.
Comentários