Mercadona entra nas 500 marcas globais mais valiosas

Além da Mercadona, existem mais seis marcas/empresas espanholas presentes neste ‘ranking’ da Brand Finance.

A cadeia retalhista espanhola Mercadona acaba de entrar no ‘ranking’ das 500 empresas/marcas mais valiosas de todo o mundo, elaborado pela Brand Finance e divulgado hoje, dia 22 de janeiro no Fórum Económico, em Davos, na Suíça.

A Mercadona, que no ano passado iniciou a sua operação em Portugal, entrou para lista em causa na 464ª posição e uma avaliação que não foi divulgada publicamente.

O ‘Brand Finance Global 500’ de 2020 é liderado pela Amazon, dos Estados Unidos,com um valor de de 193.360 milhões de euros.

Além da Mercadona, existem mais seis marcas/empresas espanholas presentes neste ‘ranking’: Santander (nº 101), Zara(do Grupo Inditex, nº 128), Movistar (nº 186), BBVA (º 192), El Corte Inglés (nº 401) e Iberdrola (nº 432).

Mas nem tudo foi favorável às empresas espanholas em questão, porque apenas o Santander e a Iberdrola conseguiram aumentar o seu valor neste último ano.

Além disso, a Repsol e o CaixaBank abandonaram este ‘ranking’ das 500 marcas globais mais valiosas.

O ‘Brand Finance Global 500’ integra empresas/marcas de 32 países: Estados Unidos, Coreia do Sul, China, Alemanha, Japão, Holanda, Arábia Saudita, Reino Unido, França, Suíça, Índia, Suécia, Itália, Espanha, Canadá, Malásia, Rússia, Emirados Árabes Unidos, Finlândia, Noruega, Taiwan, Singapura, Austrália, México, Áustria, Brasil, Dinamarca, Tailândia, Qatar, Vietname, Indonésia e Bélgica.

Portugal não conseguiu colocar nenhuma empresa/marca na versão de 2020 do ‘Brand Finance Global 500’.

 

Amazon supera Google e Apple como empresa mais valiosa do mundo

 

Ler mais
Recomendadas

“Reabrir uma estação dos correios é mais difícil do que parece”, diz CEO dos CTT

Os CTT reabrem hoje uma loja no Redondo, no distrito de Évora, num espaço que já foi uma estação dos correios. João Bento diz que não é sempre possível voltar ao mesmo espaço e quando é tem de se negociar, portanto a empresa vai anunciando as aberturas apenas passo a passo.

FNAC passa a vender produtos em segunda mão

Com o lançamento do novo serviço FNAC Restart, a insígnia pretende dar uma segunda vida a equipamentos usados, promovendo assim a economia circular e uma escolha ecológica consciente.

Glovo chega a Évora na próxima semana e passa a estar presente em 32 cidades em Portugal

O unicórnio das entregas continuará a expandir-se no país, com duas a três novas cidades por mês. Ricardo Batista, ‘country manager’, disse ao Jornal Económico que a empresa irá desenvolver a aplicação em termos tecnológicos e alargar os serviços e marcas disponíveis, nomeadamente supermercados e farmácias.
Comentários