Metro de Lisboa ‘refresca’ estação dos Restauradores

Trabalhos previstos decorrerão a nível de pavimentos, tetos, superfícies vidradas e equipamentos diversos envolvendo, também, pinturas e remoção de ‘graffitis’, prevendo-se a sua conclusão num prazo de 30 dias.

O Metropolitano de Lisboa, no âmbito do plano de beneficiação das suas estações, iniciou uma intervenção de refrescamento da estação Restauradores, da linha Azul, mantendo a estação e átrios em pleno funcionamento.
“Os trabalhos a nível do átrio Sul e cais da estação são realizados apenas durante a madrugada, entre a 1h30 e as 6h30, não tendo qualquer interferência com o normal período de exploração. As intervenções no átrio Norte serão realizadas apenas aos fins-de-semana e nos dias úteis entre as 21h30 e as 6h00”, garante um comunicado da empresa pública de transportes.
Segundo esse documento, “os trabalhos previstos decorrerão a nível de pavimentos, tetos, superfícies vidradas e equipamentos diversos envolvendo, também, pinturas e remoção de ‘graffitis’, prevendo-se a sua conclusão num prazo de 30 dias, planeado de modo a minimizar os eventuais incómodos que possam ser causados”.
A estação dos Restauradores é uma das onze estações pertencentes à primeira fase do primeiro escalão da construção da rede do Metropolitano de Lisboa.
Foi inaugurada oficialmente no dia 29 de dezembro de 1959 e aberta ao público no dia seguinte.
Em agosto de 1998, com a inauguração da ligação Restauradores/Baixa-Chiado, a estação Restauradores sofreu a primeira remodelação a nível do átrio Sul, e respetiva modernização.
Recomendadas

“Perdemos toda a confiança”. Sindicato dos pilotos quer afastar administração da Ryanair

“Perdemos toda a confiança na atual liderança e gestão e na sua capacidade de liderar a empresa num ambiente sindical”, anunciou o Sindicato dos Pilotos da Aviação da Aviação Civil.

Associações estimam que 30 mil postos de trabalho de taxistas e empresários estejam em risco

Na perspetiva do presidente da ANTRAL, “se as armas não são iguais, não pode haver concorrência leal”.

“#somos táxis”: mais de uma centena de taxistas concentrados na Praça dos Restauradores

Desde 2015, este é o quarto grande protesto contra as plataformas que agregam motoristas em carros descaracterizados, cuja regulamentação foi aprovada, depois de muita discussão, no parlamento, em 12 de julho.
Comentários