Metro do Porto: Governo autoriza aquisição de 18 novas composições

“Estas novas composições”, esclarece o Governo, “destinam-se a servir as necessidades de expansão da rede do Metro do Porto e o concurso será lançado no início do próximo ano”.

O Metro do Porto vai contar 18 novas composições sendo que esta aquisição assim como a verba para a manutenção (durante 5 anos) foi hoje divulgada em comunicado do Conselho de Ministros. “Foi autorizada a realização da despesa para a aquisição de 18 novas composições e sua manutenção durante 5 anos, a financiar através de empréstimo da DGTF que será pago por receitas anuais do Fundo Ambiental”, detalhou o Executivo no comunicado do Conselho de Ministros.

“Estas novas composições”, esclarece o Governo, “destinam-se a servir as necessidades de expansão da rede do Metro do Porto e o concurso será lançado no início do próximo ano”.

Oficialmente inaugurado a 7 de dezembro de 2002, o Metro do Porto abriu portas aos passageiros no dia 01 de janeiro do ano seguinte, com o início da operação da Linha Azul, entre a Trindade (Porto) e a Senhora da Hora (Matosinhos).

Atualmente o Metro do Porto conta com seis linhas e 82 estações, numa extensão total de 67 quilómetros. A extensão da rede prevê uma ligação entre São Bento e a Casa da Música (Linha Rosa) e o prolongamento da Linha Amarela até Vila D’Este (Vila Nova de Gaia), num investimento de cerca de 4,7 milhões de euros.

Recomendadas

Quem mais valorizou desde o início da época? Há dois portugueses na lista

Entre os campeonatos inglês, alemão, espanhol, francês, italiano e espanhol, dois portugueses destacaram-se por ter valorizado, em conjunto, 76,2 milhões de euros.

Centeno: “Portugal tem almofada financeira que cobre 44% das necessidades para os próximos 12 meses”

Em conferência de imprensa, após anunciar que Portugal já pagou a totalidade do empréstimo concedido pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) no resgate, Centeno confirmou que o rácio da dívida pública face ao PIB deverá ser de 121,2% no final do mês, ou seja, 3,5 pontos percentuais abaixo do valor registado no final do ano passado.

Incompatibilidades: Siza Vieira pediu ao MP arquivamento de processo após remodelação

Após ter sido notificado do parecer do Ministério Público que concluiu que Siza Vieira agiu de “boa fé” na apresentação da sua declaração de incompatibilidades, governante requereu o arquivamento do processo. Pedido é justificado com o faco de ter sido exonerado do cargo de ministro adjunto na remodelação governamental de 15 de Outubro.
Comentários