Metro do Porto: Governo autoriza aquisição de 18 novas composições

“Estas novas composições”, esclarece o Governo, “destinam-se a servir as necessidades de expansão da rede do Metro do Porto e o concurso será lançado no início do próximo ano”.

O Metro do Porto vai contar 18 novas composições sendo que esta aquisição assim como a verba para a manutenção (durante 5 anos) foi hoje divulgada em comunicado do Conselho de Ministros. “Foi autorizada a realização da despesa para a aquisição de 18 novas composições e sua manutenção durante 5 anos, a financiar através de empréstimo da DGTF que será pago por receitas anuais do Fundo Ambiental”, detalhou o Executivo no comunicado do Conselho de Ministros.

“Estas novas composições”, esclarece o Governo, “destinam-se a servir as necessidades de expansão da rede do Metro do Porto e o concurso será lançado no início do próximo ano”.

Oficialmente inaugurado a 7 de dezembro de 2002, o Metro do Porto abriu portas aos passageiros no dia 01 de janeiro do ano seguinte, com o início da operação da Linha Azul, entre a Trindade (Porto) e a Senhora da Hora (Matosinhos).

Atualmente o Metro do Porto conta com seis linhas e 82 estações, numa extensão total de 67 quilómetros. A extensão da rede prevê uma ligação entre São Bento e a Casa da Música (Linha Rosa) e o prolongamento da Linha Amarela até Vila D’Este (Vila Nova de Gaia), num investimento de cerca de 4,7 milhões de euros.

Recomendadas

Site do Jornal Económico teve melhor desempenho de sempre no primeiro trimestre de 2019

Site do Jornal Económico recebeu 12,5 milhões de visitas entre janeiro e março de 2019, o que representa uma subida de 20% face ao mesmo período do ano passado. Número de utilizadores cresceu 30% para cinco milhões e o tempo médio de permanência no site mais do que duplicou, para sete minutos. Obrigado pela sua preferência!

Ministro do Planeamento: Governo quer ter 100% do Portugal 2020 aprovado até ao fim do ano e uma execução de 50%

Nelson de Souza revelou em entrevista à Antena1/Negócios que as aprovações em curso, ao longo de 2019, dos fundos de coesão – sem contar com a agricultura – vão corresponder a um total de 5 mil milhões de euros.

Agência Espacial: Portugal pretende multiplicar negócios por dez até 2030

Acabada de criar, a Agência Espacial Portuguesa é vista pelo ministro da Ciência, Manuel Heitor, como a força capaz de criar mil empregos e gerar uma faturação de 400 milhões de euros até ao fim da próxima década.
Comentários