MGM China sobe receitas em 37% no terceiro trimestre, para 533 milhões de euros

De acordo com a operadora de jogo de Macau, que resulta de uma parceria entre Pansy Ho, filha do magnata Stanley Ho, e a norte-americana MGM Resorts, o terceiro trimestre do ano “beneficiou da abertura da MGM Cotai (‘resort integrado’) em fevereiro de 2018, que contribuiu com receitas de 172 milhões de dólares (151 milhões de euros)”.

A MGM China, com dois casinos em Macau, anunciou esta quarta-feira receitas de 606 milhões de dólares (533 milhões de euros) no terceiro trimestre do ano, um aumento de 37% em relação ao período homólogo de 2017.

De acordo com um comunicado da operadora de jogo de Macau, que resulta de uma parceria entre Pansy Ho, filha do magnata Stanley Ho, e a norte-americana MGM Resorts, o terceiro trimestre do ano “beneficiou da abertura da MGM Cotai (‘resort integrado’) em fevereiro de 2018, que contribuiu com receitas de 172 milhões de dólares (151 milhões de euros)”.

“Estamos entusiasmados por ver um crescimento substancial da base de dados de clientes desde que abrimos o segundo resort integrado em Macau. Estamos ansiosos para maximizar as oportunidades de gerar mais lucros”, sublinhou em comunicado o diretor executivo da MGM China, Grant Bowie.

O MGM Macau continua a ser o ‘resort integrado’ com mais receitas, registando 434 milhões de dólares (382 milhões de euros), uma subida de 7,8 milhões de dólares face aos meses de julho a setembro de 2017.

O EBITDA ajustado (resultados antes de impostos, juros, depreciações e amortizações) fixou-se nos 130 milhões de dólares, mais 7% do que no mesmo período do ano passado.

Capital mundial do jogo, Macau é o único local na China onde o jogo em casino é legal. A receita do jogo em Macau em 2017 cresceu 19,1%, para 265,7 mil milhões de patacas (27,5 mil milhões de euros), invertendo uma tendência de queda registada nos três anos anteriores.

Ao todo, o grupo norte-americano MGM apresentou receitas globais de três mil milhões de dólares, um aumento de 7% comparando com o período homólogo do ano passado.

Para os resultados positivos globais, contribuíram decisivamente aqueles alcançados em Macau, já que as atividades do grupo nos EUA decresceram 2%, em relação ao terceiro trimestre de 2017.

As receitas do jogo tiveram um peso de 48,4% (1,465 mil milhões de dólares) nas receitas globais, um numero significativamente inferior aquele divulgado na semana passada pela também norte-americana Las Vegas Sands (71,5%) que também opera em Macau.

Os lucros da MGM diminuíram cinco milhões de dólares, no período em análise, fixando-se agora nos 143 milhões de dólares.

Ler mais
Relacionadas

Casinos de Macau com receitas de 2,83 mil milhões de euros em agosto

A indústria de jogo, principal pilar da economia da Região Administrativa Especial de Macau da República Popular da China, começou a recuperar em agosto de 2016, de um ciclo de 26 meses consecutivos de quedas anuais homólogas das receitas.

Lucros da Estoril-Sol sobem 11%, para 8,7 milhões de euros

As receitas líquidas arrecadadas com o imposto do jogo foram de cerca de 50 milhões de euros.
Recomendadas

Como surge a criatividade? É tudo uma questão de “trégua com as ideias”, diz Harrison Birtwistle

Um dos mais relevantes nomes da música erudita, da atualidade, defende que “as ideias provêm “do instinto”.

Guia Michelin 2019 com “novidades importantes” para os restaurantes ibéricos

Guia do próximo ano será apresentado em Lisboa, pela primeira vez, na 10.ª gala de apresentação organizada pela Michelin, e em que são revelados os restaurantes que conquistam, mantêm ou perdem estrelas do chamado ‘guia vermelho’, equiparado aos ‘Óscares da gastronomia’.

Jerónimos e Museu de Arqueologia com bilheteiras automáticas a partir de hoje

Este novo sistema “será depois alargado aos museus, palácios e monumentos com maior receita, numa etapa posterior a este período experimental”, segundo um comunicado da DGPC.
Comentários