Microsoft ultrapassa um bilião de dólares em capitalização bolsista

A Microsoft junta-se assim à Apple e Amazon ao entrar no seletivo clube de empresas que conseguiram estar valorizadas em mais de um milhão de milhões de dólares (acima de um bilião de dólares) na bolsa norte-americana.

REUTERS/Lucy Nicholson

A Microsoft ultrapassou hoje, pela primeira vez, o marco de um bilião de dólares em capitalização bolsista, impulsionada pelos bons resultados trimestrais apresentados na quarta-feira, tornando-se na terceira tecnológica a atingir esta fasquia.

A Microsoft junta-se assim à Apple e Amazon ao entrar no seletivo clube de empresas que conseguiram estar valorizadas em mais de um milhão de milhões de dólares (acima de um bilião de dólares) na bolsa norte-americana.

Os títulos da tecnológica com sede em Redmond (Washington) ganharam 5% no início da sessão no Nasdaq e chegaram a atingir 131,37 dólares, acima da fasquia de 130,51 dólares necessários para atingir o marco.

Na quarta-feira, a Microsoft anunciou resultados do terceiro trimestre terminado em março acima dos estimado pelos analistas, com as receitas a subirem 14% para 30,6 mil milhões de dólares (cerca de 27,3 mil milhões de euros, à taxa de câmbio atual).

Os lucros subiram 18,6% para 8,8 mil milhões de dólares (7,8 mil milhões de euros).

Recomendadas

PremiumPresidente da ATP disponível para novas fusões que unifiquem o setor

Mário Jorge Machado diz que consolidar o associativismo nos têxteis até unir todos os empresários seria benéfico para o setor. Frente internacional é outra prioridade do líder da Associação Têxtil e do Vestuário de Portugal.

Premium70 anos da Santini. Como a teoria do Big Bang se pode aplicar aos gelados artesanais

Desde o avô Attilio, desde a Cortina d’Ampezzo, a história da mais famosa gelataria portuguesa está a comemorar a partir desta semana o seu 70.º aniversário e já vai para a quarta geração dentro da família. O grande salto de expansão da cadeia foi dado, há cerca de 12 anos, com a parceria com a família Botton. Os novos desafios passam por mais lojas em Lisboa, Porto e Algarve, bem como a entrada nos mercados internacionais.

Mais de mil empresas brasileiras recebem apoio para negócios no exterior

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Confederação Nacional da Indústria querem acelerar a internacionalização nas firmas locais.
Comentários