Miguel Oliveira ‘veste’ de azul e laranja na estreia em MotoGP

O piloto português Miguel Oliveira mostrou-se esta terça-feira “muito satisfeito” com o aspeto da KTM da equipa Tech3 com que fará a estreia no Mundial de MotoGP, cujas novas cores são o azul e laranja.

“Estou muito satisfeito com as novas cores, a mota é incrível”, disse o piloto português, à margem de uma cerimónia que decorreu na sede da KTM em Mattighofen, na Áustria.

Nas cores da equipa que faz alinhar Miguel Oliveira predomina o azul, com algum laranja nas laterais (a cor da KTM) e o símbolo da marca de bebidas energéticas que patrocina a equipa em cinzento, à semelhança do que acontece com a escuderia Toro Rosso da Fórmula 1. Uma conjugação de cores que se distingue do laranja e preto da equipa oficial da marca austríaca.

“O aspeto de todo o equipamento é incrível, muito diferente daquele ao qual estou habituado”, sublinhou Miguel Oliveira, acrescentando: “É um projeto bonito que a KTM e a Red Bull montaram, pois ter duas equipas de fábrica na grelha de partida é um fator único e demonstra, claramente, que a KTM quer dominar esta categoria a breve prazo, assim como as corridas de velocidade em geral”, comentou o piloto da Almada.

Miguel Oliveira mostrou-se ainda “orgulhoso” e “privilegiado” por fazer parte deste projeto.

Já o diretor da equipa Tech3, o francês Hervé Poncharal, diz que as novas cores tornam a mota “muito elegante”, o que “para um francês é sempre importante”, brincou.

“Claro que o fundamental para uma mota de corridas é ser rápida e estamos a trabalhar nisso. Os testes que fizemos em Sepang [na Malásia], há alguns dias, foram interessantes. Mas, se a mota for rápida e bonita, é um bónus”, precisou o dono da formação apoiada pela KTM.

A prova de estreia do piloto português no Mundial de MotoGP acontece a 10 de março no Qatar.

Recomendadas

David Goffin recebe último ‘wild card’ para participar no Millennium Estoril Open

Antigo número 7 do mundo, o belga Goffin ocupa atualmente a 22º posição no ranking da ATP.

Conselho Fiscal do Sporting abre inquérito face às conclusões da auditoria

O Conselho Fiscal e Disciplinar do Sporting abriu esta quarta-feira um procedimento de inquérito prévio face à gravidade dos factos constantes nos dois relatórios da auditoria de gestão relativos ao período de junho de 2013 a junho de 2018.

‘Show’ de Senna no Estoril foi há 34 anos

O icónico capacete amarelo esteve sempre na liderança durante as 67 voltas do grande prémio do Estoril, , estreando-se no lugar mais alto do pódio. Foi a primeira de muitas, o resto é história – 41 vitórias, 65 pole positions e 3 campeonatos do mundo.
Comentários