Militar da delegação de Jair Bolsonaro detido em Espanha com 39 quilos de droga

Jair Bolsonaro já reagiu declarando que “imediata colaboração” com as autoridades espanholas e garantindo que o militar vai ser “julgado e condenado” se o crime for comprovado.

As autoridades espanholas detiveram, esta terça-feira, um militar que integrava a delegação de Jair Bolsonaro para a cimeira do G20, no Japão, por posse de droga.

Segundo a TVE espanhola, que cita um porta-voz da Guardia Civil, o homem de 38 anos fazia parte do corpo de segurança do Executivo do Brasil quando foi intercetado pela segurança do aeroporto com 39 quilos de cocaína, distribuídos por 37 embalagens.

As autoridades espanholas avançam que a detenção ocorreu, no aeroporto da região da Andaluzia e que amanhã, 27 de junho, o sargento irá ser apresentado a um juiz.

De acordo com a imprensa brasileira, a detenção obrigou o Governo brasileiro a mudar a escala do avião do Presidente, que deveria ser feita também em Sevilha, para Lisboa.

Na rede social Twitter, o Presidente brasileiro expressou disponibilidade para colaborar com as autoridades espanholas e vontade em esclarecer detenção de militar da sua comitiva.

Ler mais
Recomendadas

Ursula von der Leyen foi eleita pela margem mais estreita em 25 anos

É preciso recuar até ao momento em que Jacques Santer sucedeu ao “eterno” Jacques Delors para encontrar uma votação para a presidência da Comissão Europeia tão renhida. A até agora ministra da Defesa da Alemanha esteve longe de conseguir fazer o pleno entre as três maiores famílias políticas do Parlamento Europeu.

FMI aprova instrumento para apoiar Cabo Verde nas reformas

O novo Instrumento de Coordenação de Políticas do Fundo Monetário Internacional estará a funcionar entre julho de 2019 a janeiro de 2021.

Apoio socialista garante eleição de Ursula von der Leyen

Rejeição da candidata a presidente da Comissão Europeia entre os socialistas e os centristas não foi suficiente para impedir a eleição de Ursula von der Leyen.
Comentários