Ministro do Ambiente assinala eliminação de passivo ambiental no complexo industrial do Cachão

Esta operação vai ser financiada pelo Fundo Ambiental.

João Pedro Matos Fernandes vai visitar na próxima segunda-feira, dia 14 de janeiro, o Complexo Industrial do Cachão, também conhecido como Complexo Industrial do Nordeste transmontano.

Em Frechas, concelho de Mirandela, às 11 horas da próxima segunda-feira, o ministro do Ambiente vai visitar o local onde foram retirados resíduos de plásticos que se encontravam depositados em armazéns.

“Esta operação, financiada pelo Fundo Ambiental, visa a eliminação do passivo ambiental provocado pelos dois fogos industriais que atingiram o Complexo Agroindustrial do Cachão em setembro de 2013 e fevereiro de 2016”, adianta um comunicado do Ministério do Ambiente.

João Pedro Matos Fernandes vai igualmente presidir à cerimónia de assinatura da empreitada de beneficiação da Estação Elevatória da Preguiça, “uma importante obra para o concelho, que vai permitir a desativação da antiga estação elevatória e o melhoramento da operacionalidade da ETAR de Mirandela”, de acordo com o referido comunicado.

O Ministro do Ambiente e da Transição Energética vai ainda visitar o projeto ‘Portas de Entrada do Parque Natural Regional do Vale do Tua’, que resultou da criação da Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Tua.

 

 

 

Ler mais
Recomendadas

Cabo Verde aprova programa com 5 milhões de euros para combate à seca e mau ano agrícola

Em conferência de imprensa, o porta-voz do Conselho de Ministros, Fernando Elísio Freire, explicou que o valor será distribuído por três áreas: pecuária e manutenção da capacidade produtiva com cerca de 882 mil euros, mobilização da água e a sua gestão 2 milhões de euros e criação de emprego 2,1 milhões euros.

Fim do uso de óleo de palma em combustíveis: PAN junta-se à Zero no protesto

O partido junta-se à associação ambientalista num apelo ao Governo e à Assembleia da República que legisle no sentido de impedir a presença do óleo de palma no gasóleo dos postos de abastecimento.

Ambientalistas pedem legislação que impeça uso de óleo de palma no gasóleo

O presidente da associação ambientalista Zero, Francisco Ferreira, fez esta segunda-feira um apelo ao Governo e à Assembleia da República que legisle no sentido de impedir a presença do óleo de palma no gasóleo dos postos de abastecimento.
Comentários