PremiumMontanha russa da bitcoin deixa investidores desorientados

Uma ‘guerra civil’ na tecnologia levou a fortes quedas no preço da bitcoin este mês, mas a tendência vem desde o início do ano e deve-se às dúvidas que ensombram o progresso das criptomoedas, dizem os analistas. Conselho em tempos voláteis: cautela.

Subida vertiginosa, seguida de queda a pique. Se há um ativo ao qual essa descrição de eventos assentou como uma luva nos últimos 12 meses foi a bitcoin. Há precisamente um ano, o preço da criptomoeda estava perto dos 10 mil dólares e a valorizar a passo tão acelerado que em poucos dias (a 16 de dezembro) iria duplicar para atingir um máximo histórico, ligeiramente abaixo dos 20 mil dólares. De repente, a bitcoin era tema de conversa no dia a dia, com investidores a exibirem nas várias apps nos smartphones quanto tinham lucrado.

Passado um ano, o tema de conversa é o inverso. Nas últimas duas semanas, a tendência de queda da bitcoin verificada ao longo do ano (embora aos solavancos), acentuou-se. Após várias semanas a negociar no patamar do seis mil dólares, o preço de uma bitcoin quebrou esse nível a 14 de novembro,  passados cinco dias caiu para baixo dos cinco mil dólares e, no dia 24, dos quatro mil dólares.

 

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumLava-Jato, ferida por suspeitas e Moro mais longe do Supremo

Sergio Moro é o maior trunfo de Bolsonaro, mas o presidente brasileiro tardou a sair em sua defesa e foi pouco efusivo ao fazê-lo. É a primeira grande crise do executivo e põe processos judiciais em causa.

PremiumSérgio Gaio: “Empresas devem preocupar-se em entender os próprios dados”

Sérgio Gaio, ‘associate director’ da Accenture Technology, defende que a tendência no sentido de bens e serviços cada vez mais personalizados pode ser positiva sobretudo para os setores da indústria.

PremiumPSD sai reforçado das europeias, mas a procissão vai no adro

O PSD ficou à frente em nove dos 11 municípios da Madeira, partindo com vantagem para as eleições regionais. Mas os especialistas frisam que o eleitorado faz uma distinção entre europeias e regionais.
Comentários