Morreu Fernando Peres, antigo futebolista internacional português

O antigo futebolista internacional Fernando Peres morreu hoje, aos 77 anos, em Lisboa, informaram os filhos nas redes sociais.

Alessandro Bianchi/Reuters

“A luta terminou. O pai não resistiu e deixou-nos hoje. A todos os que queiram despedir-se, poderão fazê-lo hoje a partir das 17 horas, na Igreja de Santo António de Nova Oeiras. A missa será amanhã às 13:00 e seguirá depois para o crematório do cemitério de Barcarena”, escreveu a filha Joana Peres no Facebook.

O antigo médio esquerdo estava internado no Hospital Egas Moniz, em Lisboa. Fernando Peres, que fez parte da seleção portuguesa que alcançou o terceiro lugar no campeonato do mundo de 1966, representou o Belenenses, o Sporting, a Académica de Coimbra e o FC Porto. No Brasil, em fase final de carreira, passou por Vasco da Gama, Sport Recife e Treze.

Durante as oito épocas em que esteve ao serviço do Sporting – intercalados pela breve passagem na Académica – sagrou-se campeão nacional em 1965 e 1970 e conquistou a Taça de Portugal em 1971 e 1972.
No Brasil, festejou um título de campeão com o Vasco em 1974 e ganhou o campeonato de Pernambuco com o Sport Recife em 1975.

Como treinador principal, comandou o Vitória de Guimarães, a União de Leiria e o Estoril Praia, tendo sido adjunto de Pedro Rocha no Sporting.

No seu site oficial, o Sporting “endereça as mais sentidas condolências a todos os familiares e amigos desta glória leonina”.

O Benfica, também no seu site, “apresenta as mais sentidas condolências pelo triste falecimento de Fernando Peres a toda a sua família e ao Sporting”, sublinhando que “na memória de todos fica um atleta de exceção, um internacional que permanecerá na história do futebol português”.

Ler mais
Recomendadas

David Goffin recebe último ‘wild card’ para participar no Millennium Estoril Open

Antigo número 7 do mundo, o belga Goffin ocupa atualmente a 22º posição no ranking da ATP.

Conselho Fiscal do Sporting abre inquérito face às conclusões da auditoria

O Conselho Fiscal e Disciplinar do Sporting abriu esta quarta-feira um procedimento de inquérito prévio face à gravidade dos factos constantes nos dois relatórios da auditoria de gestão relativos ao período de junho de 2013 a junho de 2018.

‘Show’ de Senna no Estoril foi há 34 anos

O icónico capacete amarelo esteve sempre na liderança durante as 67 voltas do grande prémio do Estoril, , estreando-se no lugar mais alto do pódio. Foi a primeira de muitas, o resto é história – 41 vitórias, 65 pole positions e 3 campeonatos do mundo.
Comentários