“Não Caia Nisso”: campanha pretende alertar para quedas e fraturas na população idosa

Sociedade Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia (SPOT) quer chamar a atenção dos idosos na prevenção de quedas e evitar as consequências das mesmas.

Pelo segundo ano consecutivo, a campanha “Não Caia Nisso” da Sociedade Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia (SPOT) dedica especial atenção para as formas de prevenir as quedas da população sénior portuguesa, bem como evitar os danos provocados pelas mesmas.

Em Portugal 75% da população acima dos 65 anos começa a ter mais probabilidades de cair e osso mais afetado é o colo do fémur, seguido dos pulsos, costelas e colunas. Outros dados do SPOT mostram que 30% dos idosos já caiu pelo menos uma vez, sendo que 28% das mortes entre pessoas seniores resultaram diretamente da queda.

Em declarações ao “Jornal Económico”, Carlos Evangelista, responsável por esta ação refere que “a problemática das quedas diz respeito principalmente à fraqueza muscular que se revela a partir dos 65 anos, a doenças como a Osteoporose e também devido à má alimentação das pessoas. É muito importante que as pessoas saibam alimentar-se principalmente com alimentos ricos em sais minerais e vitamina D”, sublinha.

Outro sinal de grande preocupação para Carlos Evangelista está relacionado com os processos a tomar depois de uma fratura óssea. “É fundamental que o cidadão seja operado o mais rapidamente possível, porque se assim não for pode morrer, ou ficar de tal forma incapacitado que a sua confiança fica abalada ao ponto de ter medo de voltar andar. É preciso que existam especialistas em fisioterapia prontos para atuar e a devolver ao doente a sua recuperação”,  afirma.

A campanha “Não Caia Nisso” é lançada esta quarta-feira na sede da Sociedade Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia, em Lisboa, sendo que a revista encontra-se já há venda nos quiosques através de uma parceria com a revista “Mariana” e será posteriormente distribuída de forma gratuita pelos lares e CTT de todo o país.

Recomendadas

Transporte de passageiros por via aérea desacelerou no segundo trimestre

Dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) relativos à atitivade dos transportes indicam ainda que os movimentos de mercadorias aumentaram pela via marítima e ferroviária.

Incêndios: Vinte concelhos de sete distritos em risco máximo

Vinte concelhos dos distritos de Portalegre, Castelo Branco, Santarém, Leiria, Guarda, Bragança e Faro apresentam quinta-feira um risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Greve dos professores: saiba aqui o calendário das paralisações

Organizações sindicais de professores entregam o pré-aviso de greve, no Ministério da Educação, esta sexta-feira, dia 21, às 11 horas. À semelhança da última greve também esta terá a duração de quatro dias, cada um dos quais atingindo uma região especifica do país.
Comentários