Nasce manifesto anti-Tomás Correia para o Montepio

Um conjunto composto por várias dezenas de associados e associadas da Associação Mutualista Montepio decidiu assinar um Manifesto, intitulado ‘Construir a Confiança – Por um Montepio Competente, Solidário e Responsável’.

Cristina Bernardo

Um conjunto composto por várias dezenas de associados e associadas da Associação Mutualista Montepio – entre os quais constam os nomes de João Costa Pinto, José Almeida Serra, Mário Valadas, João Proença (da UGT), Norberto Pilar, Menezes Rodrigues, Nazaré Costa Cabral e Vítor Gonçalves, decidiu assinar um Manifesto, intitulado ‘Construir a Confiança – Por um Montepio Competente, Solidário e Responsável’, que se traduz num manifesto anti-liderança de Tomás Correia.

Os signatários prometem “lutar pela recuperação da imagem do Montepio e pela retoma do seu desenvolvimento”, em nome de “um dever de cidadania”.

Apesar de não fazer referência a Fernando Ribeiro Mendes, o perfil pretendido para presidente da Associação Mutualista encaixa na candidatura concorrente já admitida pelo atual administrador da Associação.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Crédito Agrícola elege nova administração a 25 de maio

A Caixa Central de Crédito Agrícola é responsável pela coordenação e supervisão das 80 Caixas de Crédito Agrícola Mútuo e é liderada por Licínio Pina desde 2013, há dois mandatos. O gestor trabalha no banco há mais de 30 anos.

Blockchain: Santander faz acordo de 620 milhões de euros para usar tecnologia da IBM

Acordo prevê a incorporação de tecnologias da IBM em áreas como a blockchain, big data e inteligência artificial. CIO do Santander, David Chats, diz que aposta está em linha com a “estratégia de progresso constante”.

CGD: BdP avalia idoneidade de sete ex-gestores, incluindo o ex-governador António de Sousa

Entre os gestores que desempenharam funções na CGD entre 2000 e 2015 a ser avaliados pelo BdP estão ainda Vítor Fernandes e Jorge Cardoso (Novo Banco), João Nuno Palma (BCP), António Vila-Cova (Finantia), Maria João Carioca (CGD) e José Fernando Maia de Araújo (EuroBic).
Comentários