PremiumNearsoft prepara solução de banca digital para países africanos e asiáticos

Projeto deve arrancar em janeiro. As soluções digitais dirigem-se a países onde o nível de bancarização é rudimentar e permitem que uma instituição financeira tenha acesso aos produtos necessários para iniciar a funcionar.

A Nearsoft surgiu em maio de 2017, tem como sócios Pedro Camacho e Roberto Freitas, num projeto que pretende implementar uma cultura diferente, onde os recursos humanos sejam valorizados, e o cliente esteja envolvido nos produtos que necessite.

Neste espaço de tempo, a empresa já faturou à volta de um milhão de euros, sendo que mais de 90% do revenue vem do estrangeiro. Para 2019, o objetivo passa por escalar a operação em termos globais e crescer para o triplo.

“Tivemos um bom primeiro ano, muito acima das expetativas. Temos 14 pessoas e somos lucrativos. 2018 foi um ano de estabilização, de investimento em criação de produtos, e na fidelização de clientes, da organização da equipa”, adianta Pedro Camacho.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumLava-Jato, ferida por suspeitas e Moro mais longe do Supremo

Sergio Moro é o maior trunfo de Bolsonaro, mas o presidente brasileiro tardou a sair em sua defesa e foi pouco efusivo ao fazê-lo. É a primeira grande crise do executivo e põe processos judiciais em causa.

PremiumSérgio Gaio: “Empresas devem preocupar-se em entender os próprios dados”

Sérgio Gaio, ‘associate director’ da Accenture Technology, defende que a tendência no sentido de bens e serviços cada vez mais personalizados pode ser positiva sobretudo para os setores da indústria.

PremiumPSD sai reforçado das europeias, mas a procissão vai no adro

O PSD ficou à frente em nove dos 11 municípios da Madeira, partindo com vantagem para as eleições regionais. Mas os especialistas frisam que o eleitorado faz uma distinção entre europeias e regionais.
Comentários