Negócios privados na saúde atingem seis mil milhões de euros

Só a compra e venda de hospitais privados movimentou mais de mil milhões de euros entre 2005 e 2018.

Foto cedida

Os negócios de compra e venda no setor privado da saúde atingiram cerca de seis mil milhões de euros nos últimos 13 anos. Só a compra e venda de hospitais privados movimentou mais de mil milhões de euros entre 2005 e 2018, revela o “Jornal de Notícias” (JN) esta quinta-feira.

De acordo com os dados enviados pela Autoridade da Concorrência – que só opina sobre operações de empresas com mais de cinco milhões de euros anuais de facturação – ao diário, desde 2010, registaram-se 53 operações comunicadas e apreciadas pelo regulador (sendo que 32 deste total estavam ligadas ao setor farmacêutico).

“A atividade dos hospitais privados tem aumentado entre 3%e e 6% ao ano. Em 2017, a taxa de crescimento ter-se-á mantido positiva. Concluímos que os portugueses confiam crescentemente nos hospitais privados”, afirmou ao JN Óscar Gaspar, presidente da Associação Portuguesa da Hospitalização Privada.

Recomendadas

Galpgate. Ex-secretários de Estado poderão ser acusados no âmbito das viagens ao Euro 2016

A juíza Cláudia Pina, do Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa, recusou o pedido de suspensão provisória do processo. O processo-crime contra os ex-secretários de Estado, Rocha Andrade, João Vasconcelos e Jorge Costa Oliveira e contra o ex-assessor de António Costa e poderão ser acusados pelo crime de recebimento indevido de vantangem.

Porto de Sines bate novo recorde nos contentores

De acordo com a Administração do Porto de Sines, além do fecho em alta previsto para 2018, as perspetivas para o próximo ano são bastante positivas. Desde o início deste ano até à passada quarta-feira, o terminal de contentores do porto de Sines movimentou 1.669.295 TEU.

Adalberto Campos Fernandes convidado para consultor da Santa Casa

Adalberto Campos Fernandes deverá aceitar o convite para trabalhar, na qualidade de consultor, com a administração liderada pelo Provedor da SCML, Edmundo Martinho, que assumiu o mandato em novembro de 2017.
Comentários