Negrão diz que Barreiras Duarte não está fragilizado mesmo que seja arguido

No final da conferência de líderes e questionado pelos jornalistas se Barreiras Duarte – que hoje faltou a uma Comissão a que deveria presidir – não está debilitado nas suas funções Fernando Negrão respondeu: “Não me parece, o facto de ser arguido não debilita ninguém, uma vez que a qualidade de arguido é uma qualidade que até serve para defender a própria pessoa em tribunal”.

O líder parlamentar do PSD afirmou hoje que o deputado e secretário-geral social-democrata, Feliciano Barreiras Duarte, não está fragilizado nas suas funções, mesmo que seja constituído arguido.

No final da conferência de líderes e questionado pelos jornalistas se Barreiras Duarte – que hoje faltou a uma Comissão a que deveria presidir – não está debilitado nas suas funções Fernando Negrão respondeu: “Não me parece, o facto de ser arguido não debilita ninguém, uma vez que a qualidade de arguido é uma qualidade que até serve para defender a própria pessoa em tribunal”.

Questionado se o secretário-geral foi constituído arguido, já que até agora só é público que a Procuradoria Geral da República abriu um inquérito relacionado com o seu currículo académico, o líder parlamentar do PSD afirmou que não, nem considera existirem indícios para tal.

“Não, no caso não é arguido, mas tendo sido aberto um processo podendo evoluir para aí direi que isto faz parte do normal funcionamento das instituições”, afirmou Negrão, acrescentando que, na sua opinião, “não há indícios para tal”, mas remetendo a avaliação para o Ministério Público.

Relacionadas

Secretário-geral do PSD investigado pelo DIAP de Lisboa

A Procuradoria-Geral da República abriu inquérito referente ao caso do mestrado de Feliciano Barreiras Duarte.

Feliciano Barreiras Duarte reitera que “nada fez de errado” e aguarda investigação da PGR

“Nada fiz de errado no chamado processo de Berkeley; todos os movimentos e ações relacionados com esse caso estão devidamente documentados e são inequívocos quanto à minha inocência”, realça o secretário-geral do PSD em comunicado.
Recomendadas

Decisão sobre Infarmed é coerente e teve em conta vontade dos trabalhadores, diz ministro

O ministro da Saúde considera que a decisão de suspender para já a deslocalização do Infarmed para o Porto “é coerente” com o que Governo tem afirmado e foi tomada tendo em conta a vontade dos trabalhadores da instituição.

TC: Restrições ao pagamento de subvenções vitalícias aos ex-políticos são constitucionais

O acórdão dá resposta a um pedido de fiscalização sucessiva apresentado em agosto do ano passado pelo anterior Provedor de Justiça, José de Faria Costa, que invocou a violação do princípio da proteção de confiança nas restrições impostas a partir de 2012 à acumulação da subvenção vitalícia com outras remunerações.

Martins da Cruz: “Tenho pena do que estão a fazer ao PSD”

“Tenho pena do que estão” a fazer ao PSD e “não tenho paciência para pacóvios”, declarou o diplomata esta sexta-feira ao DN. Embaixador e ex-ministro sai do PSD em protesto contra a direção de Rui Rio.
Comentários