Nestlé vai investir 80 milhões de euros em Portugal este ano

Entre o investimento efetuado desde 2012 e o anunciado esta semana, a multinacional suíça aplicou e vai aplicar no nosso país perto de 200 milhões.

A multinacional suíça continua a apostar forte no mercado nacional. Só este ano está previsto o investitmento de cerca de 80 milhões de euros, entre o investimento operacional na modernização das linhas de produção das fábricas de Avanca (cereais) e do Porto (cafés) e o investimento em campanhas de ‘marketing’ e de publicidade (cerca de 51 milhões de euros). Só nos últimos seis anos, a Nestlé investiu em Portugal 94 milhões de euros, que se somam, para já, mais 90 milhões de euros previstos para este e para o próximo ano.

Em entrevista ao Jornal Económico, o novo diretor-geral da Nestlé em Portugal explica como se irão processar esses novos investimentos e quais os objetivos pretendidos (ver texto ao lado). Segundo este responsável, o investimento operacional em causa irá ser aplicado ao longo dos próximos 18 a 20 meses, pelo que deverá estar concluído em 2020.

Artigo publicado na edição semanal do Jornal Económico. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

OE2017: Carga fiscal atinge 34,4% do PIB no ano passado

Segundo dados atualizados do INE, a carga fiscal, que inclui receita de impostos e contribuições efetivas, subiu de 34,1% em 2016 para 34,4% em 2017, igualando assim o valor registado apenas em 2015, último ano do Governo liderado por Pedro Passos Coelho.

Energias renováveis: Portugueses entre os que mais consomem energia ‘limpa’ na União Europeia

Portugal conquistou a medalha de bronze no pódio, sendo o terceiro país na União Europeia que maior percentagem das suas necessidades energéticas são satisfeitas com energias renováveis.

“Isenção, imparcialidade e rigor”: o que espera Assunção Cristas da nova PGR

Cristas lembrou que desde 2010 que o CDS defende que “deve haver um maior escrutínio nestas escolhas, nomeadamente, através de audições públicas a realizar no parlamento”.
Comentários