Norges Bank volta atrás e reforça na EDP após anúncio da OPA

O total de ações detidas pelo Norges Bank voltou a ultrapassar o patamar dos 2%, dias depois de o fundo soberano ter reduzido a participação. Entre uma operação e outro esteve o anúncio da OPA pela China Three Gorges.

Dias depois de ter reduzido, o Fundo Soberano da Noruega voltou a aumentar a participação que detém no capital social da EDP. A diferença entre uma operação e a seguinte foi o lançamento da Oferta Pública de Aquisição (OPA) voluntária pela China Three Gorges para adquirir a totalidade da elétrica portuguesa. O Norges Bank detém atualmente, direta e indiretamente 2,21% das ações.

“No dia 15 de maio de 2018, o Norges Bank comunicou à EDP a alteração do título de imputação da sua participação qualificada”, anunciou a elétrica em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), esta quinta-feira.

Desta terça-feira, que a participação do fundo é composto “por 80.828.556 ações, representativas de 2,21% do capital social da EDP e dos respetivos direitos de voto”. Do total de títulos, 77.923.472 (correspondentes a 2,13% do capital social da EDP) são detidos directamente pelo Norges Bank, enquanto 2.905.084 acções (correspondentes a 0,08% do capital social da EDP) são imputáveis ao Norges Bank através de instrumentos financeiros, nomeadamente através de Shares on Loan.

“O total de ações detidas diretamente pelo Norges Bank ultrapassou o patamar de 2% do capital social da EDP no dia 14 de maio de 2018”, acrescentou a EDP.

Na semana anterior, antes do anúncio da OPA, o fundo soberano da Noruega tinha realizado a operação inversa, perdendo a posição qualificada, ou seja, mais de 2% do capital da elétrica portuguesa. A operação de alienação tinha sido realizada dias antes de o consórcio chinês (que já é o maior acionista da EDP, com 23,27% do capital social) ter oferecido uma contrapartida de 3,26 euros por cada ação que ainda não detém.

Relacionadas

Antes da OPA chinesa, Norges Bank reduz posição na EDP

A operação de alienação foi realizada poucos dias antes de a China Three Gorges ter lançado uma OPA voluntária sobre o capital da EDP. Entre participação direta e indireta, o Norges Bank mantém mais de 2% do capital da elétrica.

OPA: ministro da Energia espanhol fala de “ninho regulatório” em torno da EDP

Álvaro Nadal explicou que o Governo espanhol está a seguir atentamente o processo, por se tratar de um dos principais operadores no país, que controla a central nuclear de Trillo, nas Asturias.

Moody’s: OPA da CTG pode ser positiva para o perfil de crédito da EDP

A agência da notação disse esta quarta-feira que se a OPA chinesa tiver sucesso, a EDP beneficiará de sinergias ao integrar um grupo grande e alargado, e ao ter um acionista maioritário que tem um ‘rating’ de A1. No entanto, classifica o prémio oferecido pelos chineses como “modesto”.
Recomendadas

Juncker diz que Bruxelas pouco pode fazer na OPA sobre a EDP e defende nova regulação

“A Comissão está a par e está a seguir os desenvolvimentos relativamente à oferta da China Three Gorges Corporation para aumentar a sua participação e adquirir a maioria do capital na EDP”, diz Jean Claude Juncker, em resposta a uma carta da eurodeputada Ana Gomes.

Portugal é o 15º país com maior taxa de tráfego aéreo entre os 32 participantes no Mundial

No que diz respeito ao número de voos com origem em cada país, Inglaterra surge na liderança, com um total de 3.037 voos, seguida do Japão (3.037) e da Alemanha (2.967). França fica-se pelo sétimo lugar. Portugal situa-se na décima quinta posição, com um total de 659 partidas dos seus aeroportos por dia.

Rússia sofreu 25 milhões de ciberataques durante o campeonato do mundo, segundo Putin

O anúncio foi feito pelo presidente Vladimir Putin no último domingo durante um encontro com os serviços secretos do país.
Comentários