Novo Banco: Crowdfunding já juntou 7353 doadores e 283 mil euros

A primeira plataforma digital nacional de financiamento coletivo e solidário, a Novo Banco Crowdfunding, já envolveu mais de 7300 donatários em torno dos 150 projetos.

A abrangência da plataforma tem permitido auxiliar projetos de instituições que se encontram distribuídas por todo o país, assim como nas mais diversas geografias internacionais. Lançada em novembro de 2012 já viabilizou 82 projetos sociais na sua totalidade.

Atualmente, com 654 mil visitantes, mais de 9800 registos, e tendo angariado cerca de 283 mil euros, tem como objetivo continuar a apoiar IPSS e ONG’s que pretendam implementar projetos que visam marcar a diferença na qualidade de vida dos seus utentes.

Através da aposta na plataforma de crowdfunding, o Novo Banco pretende reforçar o seu posicionamento de marca pioneira na adoção de novas tendências no domínio 2.0 e envolvida em promover uma cidadania responsável.

O mais recente projeto financiado na totalidade na plataforma foi concluído a 19 de dezembro e chama-se “Casa dos Afetos”. Este projeto teve como principal objetivo recolher apoios que serão direcionados para a construção desta casa que acolhe pessoas com deficiência mental. Promovido pela Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental de Arganil, o projeto contou com 53 donatários para um total de 5132 euros angariados em apenas três meses.

Plataforma também apoia além fronteiras
O alcance da Novo Banco Crowdfunding não se fica por cá e ultrapassou fronteiras. Já recebeu candidaturas de projetos com realização fora de Portugal, nomeadamente, em Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Moçambique, Nepal e Timor Leste. Até à data, internacionalmente, possibilitou realizar cinco projetos em Moçambique, dois em São Tomé Príncipe, quatro em Cabo Verde e outro em Timor Leste.

Recomendadas

Jornal Económico teve melhor desempenho de sempre no primeiro trimestre de 2019

Site do Jornal Económico recebeu 12,5 milhões de visitas entre janeiro e março de 2019, o que representa uma subida de 20% face ao mesmo período do ano passado. Número de utilizadores do site cresceu 30% para cinco milhões e circulação da edição semanal superou pela primeira vez a fasquia dos dez mil exemplares. Obrigado pela sua preferência!

Ministro do Planeamento: Governo quer ter 100% do Portugal 2020 aprovado até ao fim do ano e uma execução de 50%

Nelson de Souza revelou em entrevista à Antena1/Negócios que as aprovações em curso, ao longo de 2019, dos fundos de coesão – sem contar com a agricultura – vão corresponder a um total de 5 mil milhões de euros.

Agência Espacial: Portugal pretende multiplicar negócios por dez até 2030

Acabada de criar, a Agência Espacial Portuguesa é vista pelo ministro da Ciência, Manuel Heitor, como a força capaz de criar mil empregos e gerar uma faturação de 400 milhões de euros até ao fim da próxima década.
Comentários