Novo superdesportivo da Lotus é 100% elétrico e supera os 320 quilómetros por hora

Ainda é um protótipo, mas a ambição da Lotus não tem limites: dois mil cavalos, velocidade máxima acima de 320 quilómetros por hora e uma autonomia de 400 quilómetros.

O fabricante britânico Lotus apresentou esta terça-feira, 16 de julho, o primeiro superdesportivo elétrico da marca, após um hiato de 11 anos: o Evija, avança a Bloomberg..

Os números impressionam qualquer amante de velocidade no primeiro automóvel apresentado pela Lotus após uma década. O Evija tem dois mil cavalos de potência, atinge os 100 quilómetros por hora em três segundos e atinge uma velocidade máxima superior a 320 quilómetros por hora em menos de nove segundos. Já a sua autonomia será de 400 quilómetros.

Embora o carro ainda seja um protótipo, surgiu da vontade da Lotus em assumir a eletricidade, “O elétrico faz parte da estratégia, daqui para a frente. Para a Lotus, está tudo relacionado com a experiência de condução, e a eletricidade vai impulsionar o valor de cada carro que produzirmos”, segundo Phil Popham, chefe-executivo da marca.

Uma única peça em fibra de carbono, uma altura de 1,12 metros e uma velocidade máxima projetada acima dos 320 quilómetros por hora. O peso está abaixo de duas toneladas, com 1.680 quilos, e vai apresentar uma autonomia elétrica de 400 quilómetros.

A Lotus revelou que a tração do veículo foi desenvolvido pela Williams Advanced Engineering, uma empresa conhecida pelo sucesso na Fórmula 1 e Fórmula E. Já a bateria elétrica foi desenvolvida para ser colocada no centro do carro, enquanto o sistema de carregamento será revolucionário, exigindo uma paragem de 18 minutos, com um carregador de 350 kW.

O fabricante britânico avançou que a produção deste automóvel está limitado a 130 unidades, sendo que a produção é iniciada em 2020 no Reino Unido. Este veículo elétrico tem um preço total de 1,7 milhões de libras (1,9 milhões de euros), sendo necessário um depósito de reserva na ordem de 250 mil libras (276,5 mil euros).

Ler mais
Recomendadas

PAN pede campanha informativa sobre 5G em Matosinhos

Matosinhos tem uma Zonal Livre Tecnológica, promovida pelo CEiiA – Centro de Engenharia e Desenvolvimento, da qual faz parte a NOS. A operadora usa a zona para testar 5G e em outubro anunciou ter coberto “integralmente” com a nova tecnologia móvel. Agora o PAN pede palestras, conferências e debates por toda a cidade para explicar o que é o 5G.

PremiumPropostas não vinculativas pela Brisa são esperadas até 19 de dezembro

O grupo José de Mello e o fundo Arcus, que controlam a maioria do capital, colocaram à venda 80% da empresa (40% cada um).

Transporte de passageiros nos aeroportos nacionais regista crescimento de 6,6%

Este valor representa um aumento de 7,8% em relação ao trimestre anterior num total de 18,8 milhões de passageiros. Em sentido inverso, o transporte de mercadorias verificou quebras de 12,9% nos portos marítimos nacionais, 15,9% por ferrovia e 5,8% por via rodoviária.
Comentários