“O Governo Regional e a República têm que se entender no subsídio de mobilidade”, apela CEO do Porto Bay

O gestor hoteleiro lembrou ainda que a TAP não transporta só residentes para a Madeira. “30% dos passageiros são estrangeiros. A TAP tem o dobro dos passageiros relativamente ao segundo operador”, sublinhou António Trindade.

O CEO do Porto Bay, António Trindade, apelou a um entendimento entre o Governo Regional e o da República relativamente ao subsídio de mobilidade, durante a Conferência Anual do Turismo, da Ordem dos Economistas da madeira, que decorre no Centro de Congressos da Madeira.

“Os dois governos têm que encontrar uma forma de resolver o problema do subsídio de mobilidade. É preciso encontrar uma forma expedida para o retorno financeiro deste subsídio de mobilidade”, afirmou o CEO do Porto Bay.

António Trindade lembrou ainda que a TAP não transporte só residente, referindo-se à ligação aérea com a Madeira, mas também turistas.

“30% são turistas. A TAP tem o dobro relativamente ao segundo operador”, sublinhou.

 

Recomendadas

Estrangeiros investem na segurança de Portugal apesar dos alertas da ‘bolha’

Rentabilidade é a palavra-chave para quem pretende investir em Portugal. Especialistas abordaram o momento do setor, onde é necessário tornar o produto mais competitivo e direcionado para o cliente.

Gasóleo desce até 2 cêntimos amanhã

Preço do gasóleo vai cair até 2 cêntimos/litro, enquanto o da gasolina sofre uma queda mais ligeira de 1,5 cêntimos/litro.

Ricardo Mourinho Félix em entrevista ao ‘Decisores’

Em semana de apresentação do Orçamento do Estado 2019, o secretário de Estado Adjunto e das Finanças fala dos objetivos do Executivo com a próxima execução orçamental assim como o financiamento do Estado.
Comentários