Obrigações ‘verdes’: EDP angaria 600 milhões e paga menos na emissão

A elétrica já emitiu 2.100 milhões de euros de green bonds em menos de um ano. Esta foi a terceira emissão de obrigações verdes por parte da elétrica sendo que a dívida destina-se a financiar projetos de energia eólica e solar.

Cristina Bernardo

A EDP esteve esta terça-feira no mercado a vender 500 milhões de euros em dívida verde mas o objetivo inicial acabou por ser superado já que a elétrica acabou por angariar 600 milhões de euros com o preço da emissão de títulos (a sete anos) a ficar por um valor abaixo do que era expectável.

Note-se que na altura da emissão o valor da operação estava nos 0,643% mas no final da mesma, estas obrigações da EDP a sete anos vão ter uma “yield” de 0,428%.

Esta é a terceira emissão de obrigações verdes por parte da elétrica.

As obrigações verdes (green bonds) destinam-se a financiar projetos renováveis – eólicos e solares – da EDP Renováveis.

 

 

 

 

Ler mais
Recomendadas

Costa avisa Comissão Executiva da TAP que plano de rotas “não tem credibilidade”

O primeiro-ministro afirmou hoje que a Comissão Executiva da TAP tem o dever legal de “gestão prudente” e “não tem credibilidade” um plano de rotas sem prévia informação sobre a estratégia de reabertura de fronteiras de Portugal.

Presidente do Novo Banco sobre ida ao Parlamento: “Será uma audição curiosa”

“Como nem os bónus foram pagos nem os aumentos [salariais da administração] existiram, será uma audição curiosa”, reagiu António Ramalho depois do Parlamento ter aprovado por unanimidade a sua audição.

Marcelo abre a porta a festivais com lugares marcados e distanciamento social. Avante fora das proibições

Festivais de verão podem-se realizar desde que “haja lugares marcados e a lotação e o distanciamento físico sejam respeitados”, segundo o Presidente da República.
Comentários