OE2019: Ministério da Agricultura com 2.440 milhões em 2019

A proposta de Orçamento do Estado para 2019 contempla um reforço da dotação da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural em 15,8% face ao ano anterior.

No próximo ano, a agricultura nacional contará com um orçamento global de 2.440 milhões de euros, provenientes do Orçamento do Estado (1.218 milhões de euros) e dos fundos comunitários (FEAGA e FEADER – 1.222 milhões de euros), destaca um comunicado ministério liderado por Luís Capoulas Santos.

“A proposta de Orçamento do Estado para 2019 contempla um reforço da dotação da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural em 15,8%, elevando para 1.218 milhões de euros, em termos de despesa efetiva consolidada, o montante disponível para aplicar ao longo do próximo ano”, destaca o referido comunicado.

Segundo esse documento, as quatro prioridades do Governo para o próximo ano são reforçar a prevenção dos incêndios rurais; investir no ordenamento e gestão da floresta; ampliar o regadio e gerir com eficiência o recurso água; e apoiar o investimento na agricultura e na agroindústria.

O ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, declara-se “satisfeito com a proposta, que permitirá consolidar e ampliar as políticas prioritárias de investimento na floresta e no regadio, no autoabastecimento do país, na redução de importações e no incremento das exportações, e também no reforço da discriminação positiva da agricultura familiar”.

Capoulas Santos nota ainda que “o reforço da componente orçamental permitirá igualmente continuar a dar apoio solidário, através de respostas rápidas e eficazes, aos agricultores e produtores florestais em situações de emergência que, infelizmente, são frequentes na atividade”.

Relacionadas

Dos partidos aos sindicatos: como o país reagiu ao Orçamento do Estado para 2019

Ao longo da manhã desta terça-feira, Presidente, partidos, sindicatos e associações empresariais emitiram a sua opinião sobre a proposta orçamental para o próximo ano. O documento foi entregue a Ferro Rodrigues pouco antes da meia noite.
Recomendadas

PremiumVindimas no Douro vão ter aumento de 30% na produção

O IVV prevê uma boa vindima de norte a sul do país, incluindo a Madeira e os Açores. Para as regiões do Dão e da Beira esperam-se ‘disparos’ de produção de 35%. Tejo e Lisboa são as únicas a cair.

Portugal vai poder exportar cavalos para a Arábia Saudita

O Ministério da Agricultura assinala ainda que está a trabalhar de forma intensa na abertura de mais 57 mercados para exportação de 269 produtos, sendo 22 da área animal e 46 da área vegetal.

Governo aprova investimentos de mais 1,5 milhões em novos regadios

Ao todo, serão beneficiados cerca de 700 hectares, com um investimento público de 1,5 milhões de euros. Serão abrangidos por estes projetos 540 agricultores dos concelhos de Arouca, Baião, Felgueiras, Lousada, Paredes, Penafiel, Valongo e Vinhais.
Comentários