OTRV: 62 mil investidores compraram obrigações do Estado para o retalho

Apesar de a procura ter aumentado em relação à última emissão, o número de investidores diminuiu face aos 74 mil que compraram a anterior série de OTRV, emitida em novembro do ano passado.

D.R.

A procura pelas novas Obrigações do Tesouro de Rendimento Variável (OTRV) emitidas pelo Estado ficou 170% acima da oferta. A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública – IGCP emitiu mil milhões de euros nos títulos com prazo a sete anos, mas havia investidores interessados em 1.700 milhões, segundo os resultados publicados esta quarta-feira.

Houve 62.041 investidores a ficarem com OTRV, sendo que todos eles conseguiram entre mil euros (valor mínimo) e 20 mil euros (valor máximo estabelecido dada a necessidade de rateio).

O IGCP tinha começado por anunciado a emissão de 500 milhões de euros, mas acabou por duplicar a oferta. A subscrição das OTRV com maturidade a 23 de julho de 2025 esteve aberta entre 4 e 17 de julho. O juro semestral (a 23 de janeiro e julho de cada ano) corresponde à taxa Euribor a seis meses, à qual acresce 1%. A este valor é retirado o valor pago em impostos e as comissões bancárias.

As OTRV foram criadas pelo Estado em março de 2016, altura em que a taxa de juro bruta era de 2,2%, tendo caído em agosto desse ano para 2,05% e em novembro para 2%.

Em 2017, em abril, a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública – IGCP oferecia 1,9%, em julho 1,6% e em novembro 1,1%. Em todas as anteriores emissões a taxa de juro bruta foi superior à da nova emissão. As OTRV já representam 6.950 milhões de euros na dívida total do Estado.

[Notícia atualizada às 17h30]