“Pacote suspeito” levou ao bloqueio de estradas em Londres

O Centro Administrativo de Londres esteve “temporariamente fechado”, depois das autoridades britânicas terem encontrado um “pacote suspeito” nas ruas de Whitehall.

Reuters

As estradas de Whitehall, no coração de Westminster, em Londres, foram bloqueadas, esta manhã, pelas autoridades britânicas, depois de ter sido detetado um “pacote suspeito”, no dia em que abrem as urnas para as eleições europeias.

A notícia é avançada pela agência russa RT, que adianta que as forças especiais foram chamadas ao local pouco depois do meio-dia, com as seções eleitorais de Highgate e Kingston forçadas a ser encerradas.

Na rede social Twitter, as autoridades escreveram que as estradas estão “temporariamente fechadas”, mas que entretanto já foram reabertas. É em Whitehall que está localizada a residência oficial da primeira-ministra, Theresa May.

O incidente foi dado como resolvido pelas 13h0′, com a polícia a afirmar que o “item em questão foi totalmente avaliado e considerado não suspeito”. Segundo a agência russa, que cita a a Polícia do Met, um dispositivo de artilharia da Segunda Guerra Mundial foi o culpado pela evacuação de Kingston.

Esta quinta-feira arrancaram no Reino Unido e na Holanda o processo de eleição dos 751 deputados do Parlamento Europeu para a legislatura 2019-2024. São os dois primeiros países a votar num calendário que se estende até domingo, dia em que os portugueses serão chamados às urnas.

Ler mais
Recomendadas

Comunidade Económica da África Ocidental quer moeda única em 2020

Os 15 países da CEDEAO reafirmaram esta segunda-feira, em Abidjan, o objetivo de lançar uma moeda única em 2020, apesar dos “desafios” deste projeto pensado há 30 anos.

Crise em Angola obriga empresários a recrutarem mais talentos angolanos

Estudo divulgado esta segunda-feira revela que as empresas angolanas, em 2018, recrutaram mais licenciados e bacharéis para trabalhar na área tecnológica, com maior domínio de HTML, Java, SQL, Visual Basic e Visual Basic Net.

Morsi, antigo presidente do Egito, morre em tribunal

O antigo presidente do Egipto Mohammed Morsi, acusado de espionagem, morreu em tribunal, avança a televisão pública egípcia.
Comentários