Parlamento Europeu: Sara Cerdas nomeada para delegações Euro-Latino-Americana e África do Sul

Sara Cerdas afirma a necessidade de “construir pontes, criar relações consolidadas e intervir diretamente nos problemas que afetam diariamente os nossos emigrantes”, acrescentando que o Parlamento Europeu dispõe de mecanismos que podem ajudar a ultrapassar alguns desses problemas.

A eurodeputada socialista da Madeira, Sara Cerdas, foi nomeada para as delegações da Assembleia Parlamentar Euro-Latino-Americana (EUROLAT) e para as relações com a África do Sul no Parlamento Europeu. Sara Cerdas é ainda membro suplente na Delegação para as Relações com os Países da América Central.

A socialista está satisfeita com os lugares que lhe foram atribuídos em ambas as comissões de trabalho, afirmando que são duas delegações estratégicas.

“Temos muitos madeirenses, muitos luso-descendentes, a residir em África do Sul e em países que constituem o EUROLAT, por exemplo na Venezuela, e importa que os nossos cidadãos tenham uma voz ativa que os represente e lute pelos seus interesses no Parlamento Europeu”, defendeu a eurodeputada.

Sara Cerdas afirma a necessidade de “construir pontes, criar relações consolidadas e intervir diretamente nos problemas que afetam diariamente os nossos emigrantes”, acrescentando que o Parlamento Europeu dispõe de mecanismos que podem ajudar a ultrapassar alguns desses problemas.

A eurodeputada do PS-Madeira sublinhou que ainda há muito a fazer e que muito pode ser feito, mas que o primeiro passo é reunir com as entidades públicas, ONGs e outros atores da sociedade civil que trabalhem com estes países, de modo a definir qual o campo de atuação.

Recomendadas

Deco alerta para contratações de prestação de serviços com recurso a créditos ao consumo

Antes de assinar um contrato de crédito ao consumo, o consumidor deve ser informado de forma clara sobre as características – comissões, prazo, taxas de juro, entre outras, para poder avaliar os encargos que suportará com esta contratação.

Mais de 10 anos após primeiras reivindicações ainda não há lei das tatuagens, alerta Deco

Nas visitas realizadas pela nossa equipa da revista PROTESTE a estúdios de tatuagens verificou-se que tatuar a pele de um menor sem a autorização dos pais não levanta qualquer constrangimento a muitos profissionais.

PAN quer no mínimo dois deputados na Assembleia da Madeira

As bandeiras do partido são a saúde, o combate à corrupção e tráfico de influências, a luta contra a pobreza e uma linha marítima entre a Madeira e o continente.
Comentários