PCP disponível para aperfeiçoar registo de presenças na Assembleia da República

O secretário-geral do PCP disse hoje que o PCP está disponível para implementar medidas que aperfeiçoem o controlo de registo de presenças na Assembleia da República e garantiu que o seu partido nada tem a recear nesta matéria.

O secretário-geral do PCP disse hoje que o PCP está disponível para implementar medidas que aperfeiçoem o controlo de registo de presenças na Assembleia da República e garantiu que o seu partido nada tem a recear nesta matéria.

“O PCP, admitindo que em todas as bancadas há gente séria, está completamente à vontade em matéria de ética no exercício de cargos públicos, nomeadamente dos seus deputados na Assembleia da República (AR)”, afirmou Jerónimo de Sousa, num encontro com dirigentes do partido, em Vila Real.

O secretário-geral do PCP falou a propósito deste tempo “em que se mete no mesmo saco a política e todos os políticos a propósito de factos e episódios recentes na AR”.

“O PCP nada tem a recear nessa matéria, nunca nenhum deputado do PCP viu a sua presença registada sem estar presente, nunca nenhum deputado do PCP indicou uma morada onde não morasse, nenhum deputado do PCP recebeu reembolsos de viagens que não tenha feita”, sublinhou.

Jerónimo de Sousa frisou que o PCP “está, como sempre esteve, disponível para discutir e implementar medidas que aperfeiçoem o controlo de registo de presença, nomeadamente com a exigência do registo expresso de presença proposto pelo presidente da AR, não bastando acionar o sistema para que a presença seja registada”.

“Tudo isto pode ser importante, mas mais importante que isso é assumir os valores e princípios, estando na política para defender os interesses dos trabalhadores e do povo e não para defendermos os interesses próprios de cada um”, salientou.

Jerónimo de Sousa falava durante o encerramento da 9.ª Assembleia de Organização Regional de Vila Real do Partido Comunista Português. que decorreu hoje sob o lema “Reforçar o PCP. Valorizar a Região. Sim é possível!”.

Ler mais
Recomendadas

Marques Mendes antevê acusações de gestão danosa da CGD nos anos 2005 a 2008

Segundo o comentador, o facto de Ministério Público ter chamado a si a auditoria às gestões anteriores da CGD significa que se prepara para acusar gestores de gestão danosa. Marques Mendes revelou ainda que a auditoria está também no BCE. Outro tema em análise foi a OPA à EDP, a propósito da visita de Xi Jinping a Portugal. Marques Mendes diz que a OPA vai morrer de forma “natural”.

Presidente da Liga dos Bombeiros garante que socorro às populações não está em causa

O presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses (LPB), Jaime Marta Soares, garantiu hoje que a ausência de reporte à Proteção Civil não compromete o socorro à população e devolveu a acusação de irresponsabilidade ao ministro da tutela, Eduardo Cabrita.

Marcelo pede a Bombeiros e Governo que evitem dificultar o diálogo

O Presidente da República apelou hoje, a propósito do conflito entre Liga dos Bombeiros e Governo, para que todos os intervenientes evitem afirmações públicas que dificultem o diálogo neste “domínio muito sensível” da Proteção Civil.
Comentários