PCP responde a críticas: “O único vírus que aqui se vai propagar é o vírus da luta por um futuro melhor”

Além do presidente da câmara municipal de Loures, também o deputado António Filipe discursou no primeiro dia do congresso e apontou que “quando a pretexto de preocupações sanitárias assistimos a uma campanha sonsa contra as comemorações do 25 de abril e do 1º de maio e a uma campanha indecorosa contra a festa do Avante e o congresso do PCP”.

O XXI congresso do Partido Comunista Português (PCP) entra este sábado no seu segundo dia de trabalhos, mas o primeiro foi marcado pelas respostas às criticas que têm sido feitas ao partido pela realização do evento ao mesmo tempo que decorre o recolher obrigatório, este fim de semanas, das 13h00 às 5h00.

Bernardino Soares, presidente câmara municipal de Loures, garantiu que “sairemos daqui com a certeza de que o único vírus que aqui se vai propagar é o vírus da luta por um futuro melhor pelo nosso povo e para o nosso país”.

Por sua vez, o deputado comunista António Filipe apontou que “quando a pretexto de preocupações sanitárias assistimos a uma campanha sonsa contra as comemorações do 25 de abril e do 1º de maio e a uma campanha indecorosa contra a festa do Avante e o congresso do PCP”. “Ficamos a perceber que para o grande capital e para as forças reacionárias que o servem o inimigo é combater, não é a covid 19”, referiu António Filipe.

João Oliveira expôs a posição do PCP quanto ao recolher obrigatório e explicou que os comunistas defendem que os estabelecimentos deviam poder estar abertos “” com condições de segurança para receberem as pessoas”.

Ao contrário do PCP, que continua a defender o congresso que ainda está a decorrer, o PSD considerou na sexta-feira não ser “aceitável, que centenas de alunos se vejam privados das suas aulas normais de educação física, e que para assistir a outras disciplinas tenham que cruzar-se a poucos metros com os cerca de 600 Congressistas”.

“Lamentamos por parte do edil [Bernardino Soares], não apenas o seu silêncio como a forma como ignorou este pedido de informações de uma das forças políticas representada nos órgãos municipais”, lê-se numa nota enviada às redações pelo PSD/Loures

 

Ler mais
Relacionadas

Comunistas elegem novos órgãos de direção no segundo dia de trabalhos

Durante o dia do congresso, no pavilhão Paz e Amizade, em Loures, Lisboa, está previsto o discurso do candidato apoiado pelos comunistas às presidenciais de 24 de janeiro de 2021, João Ferreira.
Recomendadas
Marta Temido em entrevista à RTP

Fecho imediato de todas as escolas vai ser discutido em Conselho de Ministros nesta quinta-feira

Ministra da Saúde admite que é possível chegar a 20 mil mortes causadas pela pandemia até março. Variante britânica do coronavírus SARS-CoV-2 representa 20% dos casos de infeção e poderá chegar aos 60%.

“Ingerência” ou “acusações falsas”? Caso do procurador europeu divide Parlamento Europeu

Apenas o grupo político europeu que integra o PS aceitou sem reservas as explicações do Governo português. O grupo político do PSD e CDS-PP diz que “disparates destes são próprios de outras latitudes” e que é preciso investigar o caso. Já o GUE/NGL, onde está o BE e o PCP, não se opõe à nomeação, mas lamenta “trapalhada grave” que ameaça manchar a presidência portuguesa do Conselho da União Europeia.

PS pede a PSD que evite “aproveitamento partidário” da pandemia

“Temos de evitar que haja tentativas de aproveitamento partidário numa circunstância especialmente difícil, dramática, da nossa vida coletiva”, disse à agência Lusa o dirigente socialista, respondendo, assim, a Rui Rio, que pediu hoje ao primeiro-ministro, António Costa, para encerrar as escolas a partir de quinta-feira, de modo a conter a propagação do SARS-CoV-2.
Comentários