Pensões: Aumento extraordinário de dez euros avança já em janeiro

PCP chegou a acordo com o Executivo e os pensionistas com pensões que se situem abaixo de 1,5 Indexantes de Apoios Sociais (IAS) irão receber uma atualização extraordinária entre seis e dez euros já no primeiro mês do ano.

O Governo cedeu às reivindicações da esquerda e os pensionistas vão ter um aumento de dez euros já em janeiro do próximo ano. A medida constará da proposta de lei do Orçamento do Estado para 2019 (OE2019), confirmou o líder parlamentar do PCP, João Oliveira.

O PCP chegou a acordo com o Executivo e os pensionistas com pensões que se situem abaixo de 1,5 Indexantes de Apoios Sociais (IAS) irão receber esta atualização extraordinária  já no primeiro mês do ano, ao contrário dos últimos três anos, cujo pagamento era feito em agosto.

Assim, no primeiro mês do próximo ano todos os pensionistas irão receber aumentos em virtude da actualização calculada em função da inflação e do PIB e estipulada por lei. Ou seja, as pensões até aos 653,85 euros irão aumentar 1,65%. Já as pensões que se fixem abaixo deste limite irão descontar o acréscimo recebido por via da fórmula de cálculo.

O Governo cedeu aos partidos que sustentam a maioria parlamentar, que vinham a reivindicar, um aumento mínimo de dez euros por pensionista logo em janeiro e não em agosto, ao contrário dos últimos três anos. Este aumento de dez euros irá, assim, descontar o acréscimo recebido por via da fórmula de cálculo.

Este ano, os pensionistas com reformas superiores a 588 euros não receberam nenhum aumento extraordinário, já que a atualização automática permitiu chegar aos 10 euros de aumento. Já os pensionistas cuja pensão sofreu um aumento entre 2011 e 2015, a atualização foi de seis euros.

Recomendadas

Bombeiros: 95% das corporações do distrito de Lisboa deixaram de informar CDOS

O presidente da federação, António Carvalho, disse à Agência Lusa que apenas três das 56 corporações de bombeiros voluntários estão a informar o CDOS de Lisboa.

Governo vai fazer estudo sobre nova linha férrea no Vale do Sousa

O secretário de Estado discursava para algumas centenas de pessoas que hoje assistiram em Rebordosa, Paredes, à apresentação de um estudo preliminar para a construção de uma linha de caminho de ferro que ligue Valongo a Felgueiras, passando pelos concelhos de Paredes, Paços de Ferreira e Lousada.

Salário mínimo nacional aumenta e impostos descem. As respostas de Macron às reivindicações dos ‘coletes amarelos’

Presidente francês falou ao país após os tumultos do passado fim-de-semana. Decretou estado de urgência económica e social e anunciou aumento de 100 euros no salário mínimo nacional.
Comentários