Perdeu os seus documentos? Proteja-se e comunique ao Banco de Portugal

BdP explica que no caso de perda de documentos de identificação é importante comunicar ao regulador, a fim de evitar a utilização abusiva dos seus dados.

Cristina Bernardo

Se perdeu os seus documentos de identificação, além das autoridades policiais, comunique a informação ao Banco de Portugal (BdP) e proteja-se da utilização abusiva dos seus dados.

O BdP explica que no caso de perda de documentos como o cartão de cidadão, do cartão de contribuinte, do passaporte ou título de residência, é importante comunicar ao regulador, que irá informar gratuitamente o sistema bancário da situação.

Ou seja, desta forma, os bancos poderão ficar alerta para agir, “caso alguém tente em seu nome e utilizando os seus documentos, fazer uma operação financeira ilícita”.

Poderá notificar o BdP através do portal do cliente bancário, nos postos de atendimento do BdP ou por carta, devendo apresentar o auto ou a declaração emitida pela entidade policial à qual apresentou queixa.

“Lembre-se, quando recuperar ou tiver substituído os documentos perdidos volte a contactar o BdP. Nós notificaremos o sistema bancário dessa alteração”, salienta o regulador.

No entanto, este serviço não se destina a comunicar a perda de cartões bancários ou de cheques.

“Nestas situações, os respetivos titulares devem contactar, com a brevidade possível, a entidade emissora desses meios de pagamento. No caso dos cartões bancários, pode consultar a lista de contactos dos respetivos emissores na informação relacionada no final da página”, identifica.

 

Ler mais
Recomendadas

Economize: Na diversificação é que está o ganho

Alocar o seu capital investido num só ativo pode ser altamente arriscado porque se perder, pode perder tudo. Por isso, na hora de decidir investir, siga uma estratégia de diversificação para mitigar o risco associado ao investimento.

Motores elétricos: por um mundo melhor —e uma frota sustentável

Segundo um estudo realizado pela LeasePlan, líder nacional no mercado do renting, mais de 50% das suas frotas teriam uma redução de custos se apostassem na eletrificação das suas frotas.

Saiba tudo sobre a nova taxa de juro: a ESTER

Já ouviu falar na nova taxa de juro do Banco Central Europeu, a ESTER? Mesmo que não tenha, certamente que o termo “EURIBOR” não lhe é desconhecido. Pois bem, estima-se que a EURIBOR venha a sofrer reformas com base na estrutura da ESTER. Saiba em que moldes e de que forma isso afetará as suas finanças.
Comentários