Pesca portuguesa caiu em 2017, mas valor do pescado aumentou em 3 milhões de euros

O preço médio do pescado descarregado aumentou 6,1%, para 2,23 euros por quilo, o valor mais elevado dos últimos 20 anos, segundo os dados divulgados pelo INE.

O valor do peixe capturado pela frota pesqueira portuguesa aumentou em 2,9 millhões de euros no ano passado, face a 2016, para 272,4 milhões de euros, apesar de a quantidade pescada ter diminuído em 5.800 toneladas, para 118,4 mil toneladas, segundo os dados divulgados esta quarta-feira pelo INE. O preço médio do pescado descarregado aumentou 6,1%, para 2,23 euros por quilo, o valor mais elevado dos últimos 20 anos.

O Instituto Nacional de Estatística (INE) deataca, entre “as espécies de pescado que recentemente têm adquirido relevância”, o biqueirão, do qual foram transacionadas 9.021 toneladas em lota, “sendo a maior quantidade desde que há registos estatísticos sistemáticos por espécie”.

O principal destino das capturas de biqueirão é o mercado espanhol, que absorveu 87% do total, entre 2012 e 2017, sendo grande parte peixe fresco. A partir de 2015 a quantidade destes peixes salgados exportados ultrapassou as preparações e conservas, que eram o principal uso deste recurso.

A taxa de utilização da quota nacional deste recurso pesqueiro subiu de 3% em 2010 para os 102% em 2017.

Nos últimos 20 anos entre 1997-2017 o volume de capturas nacionais do total de pescado fresco e refrigerado diminuiu 2,2%, destacando-se que a quantidade de sardinha capturada baixou 8%.

As capturas de carapau e cavala aumentaram 0,2% e 7,2%, respectivamente, mas foi o biqueirão o recurso que mostrou um maior crescimento, com mais 14,2%.

Ler mais
Relacionadas

Peixes do rio Vouga vão ter selo de origem no próximo ano

Os peixes capturados no rio Vouga vão passar a ter um selo de origem a partir do próximo ano, no âmbito do projeto “Life Águeda”, que foi hoje apresentado e cujo investimento ascende a 3,3 milhões de euros.

Santo Antão quer exportar peixe defumado para a Europa

A Associação dos Pescadores da Ponta do Sol, na ilha de Santo Antão, estão determinados em exportar peixe defumado para a Europa, começando por Portugal. Neste momento mobilizam parceiros para a concretização do projecto.
Recomendadas

Investimento de 54 milhões para produzir mirtilos em Alcácer do Sal

“Esta produção, completamente biológica, permitirá colher uma média de 9 mil toneladas de mirtilos por ano, que se destinam essencialmente a exportação, mas também ao preenchimento das necessidades nacionais”, segundo a autarquia de Alcácer do Sal.

PremiumPreço médio de venda do vinho subiu no primeiro trimestre, refere instituto

O vinho valorizou-se 2,1% no mercado nacional. Exportações crescem 5% no semestre, diz o presidente do Instituto da Vinha e do Vinho, Bernardo Gouvêa.

PremiumVindimas no Douro vão ter aumento de 30% na produção

O IVV prevê uma boa vindima de norte a sul do país, incluindo a Madeira e os Açores. Para as regiões do Dão e da Beira esperam-se ‘disparos’ de produção de 35%. Tejo e Lisboa são as únicas a cair.
Comentários