PSA. Vendas ainda sofrem, mas receitas voltaram a aumentar após pandemia

No terceiro trimestre, as vendas globais do fabricante foram de 15,5 mil milhões de euros, assumindo uma queda de 0,8% face ao mesmo trimestre do ano passado.

Presidente executivo do grupo francês PSA, Carlos Tavares

O grupo PSA, o fabricante da Peugeot, Citroen e Opel, divulgou esta quarta-feira um declínio de 0,8% nas vendas do terceiro trimestre, revelando ainda que a receita voltou a crescer depois de ter apresentado fortes quebras durante os meses do confinamento, aponta a “Reuters”.

A receita do fabricante automóvel aumentou 1,2% para os 12 mil milhões de euros no terceiro trimestre, após ter caído 35,5% no início do ano devido à pandemia. Sob a liderança do português Carlos Tavares, a PSA concentrou-se nos modelos mais dispendiosos mas também lucrativos, de forma a ajudar a fabricante a superar a queda no volume de vendas.

No terceiro trimestre, as vendas globais do fabricante foram de 15,5 mil milhões de euros, assumindo uma queda de 0,8% face ao mesmo trimestre do ano passado. Mesmo com a abertura dos  concessionários e da retoma das economias, ainda que pareça durante pouco tempo, o volume de vendas de automóveis caíram a pique.

Uma alternativa encontrada pela PSA para recuperar vendas foi apostar nos modelos com preços mais altos, que conquistaram popularidade no início do ano, e este é um modelo de negócio que a Renault está a tentar imitar à medida que tenta recuperar receitas, lucros e vendas. De facto, o novo modelo Peugeot 208 elevou as encomendas da fabricante, à semelhança dos SUV que conquistaram os clientes.

Apesar da pandemia, a PSA mantém o objetivo de alcançar uma margem operacional ajustada superior a 4,5% até 2021, e espera gerar um fluxo de caixa positivo já este ano.

As ações da PSA na bolsa francesa encontram-se a cair 3,83% para 15,56 euros apesar dos resultados trimestrais terem sido positivos face às perspetivas. Também a rival Renault se encontra em queda livre na bolsa, perdendo 5,89% para 21,41 euros.

Ler mais
Recomendadas

EDP conclui venda à Total de duas centrais a gás e carteira comercial em Espanha

A EDP concluiu esta terça-feira a venda de um portefólio de ativos térmicos e clientes de comercialização de energia em Espanha à Total por um enterprise value de 480 milhões de euros.
Debenhams

Mais de dois séculos depois, retalhista britânica Debenhams fecha atividade

A cadeia retalhista britânica Debenhams vai encerrar todas as lojas no Reino Unido depois de 242 anos de atividade porque não se encontrou um comprador, pondo em risco 12 mil postos de trabalho.

Visitas ao site do JE disparam em novembro, com subida de 33% para 5,8 milhões

O número de utilizadores do site do Jornal Económico aumentou 30% em novembro, face a outubro, para um total de 2,7 milhões. Acessos móveis representaram 79% do total. Plataforma multimédia JE TV tem cada vez mais telespectadores. Obrigado pela sua preferência!
Comentários