Pfizer aumenta previsão de vendas em 73% e antecipa encaixe de 26 mil milhões este ano

A receita com a vacina, desenvolvida com a parceira alemã BioNTech, deve representar mais de um terço das vendas anuais da Pfizer em 2021. A previsão é baseada em contratos já assinados de 1,6 mil milhões de doses de vacinas a serem entregues neste ano.

A Pfizer Inc aumentou esta terça-feira a sua previsão de vendas da vacina contra a Covid-19 para 2021 em mais de 70%, para 26 mil milhões de dólares (21,6 mil milhões de euros). A farmacêutica adiantou que a procura de governos em todo o mundo na tentativa de conter a pandemia vai contribuir significativamente para o seu crescimento nos próximos anos, segundo a “Reuters”.

A empresa disse que espera até ao final deste mês pedir a aprovação total da vacina para pessoas com mais de 16 anos nos Estados Unidos, onde atualmente está autorizada apenas para uso de emergência. A farmacêutica mantém esperança que os reguladores dos EUA aprovem a expansão da autorização de uso de emergência da vacina (EUA) para crianças dos 12 aos 15 anos.

A receita com a vacina, desenvolvida com a parceira alemã BioNTech, deve representar mais de um terço das vendas anuais da Pfizer em 2021. A previsão é baseada em contratos já assinados de 1,6 mil milhões de doses de vacinas a serem entregues neste ano. A empresa adianta que espera fechar mais negócios este ano e está em negociações para o fornecimento de vários países para 2022.

“Com base no que vimos, acreditamos que uma procura durável pela nossa vacina contra o Covid-19 – semelhante à das vacinas contra a gripe – é um resultado provável”, disse o presidente-executivo da Pfizer, Albert Bourla.

A vacina contra o Covid-19 foi o produto mais vendido da Pfizer no primeiro trimestre. As despesas e lucros da vacina são divididos com a BioNTech, com cada uma das empresas a receber 50% dos lucros.

Dadas as infeções persistentes em todo o mundo e as discussões em andamento com os governos, o analista da Mizuho, ​​Vamil Divan, disse que a previsão para 2021 da Pfizer pode aumentar ainda mais e estender-se para os últimos anos.

A Pfizer e a BioNTech pretendem produzir até 2,5 mil milhões de doses da vacina contra a Covid-19 este ano, 900 milhões das quais ainda não estão incluídas na previsão de vendas da farmacêutica sediada em Nova Iorque.

Se a Pfizer vender esse número de doses a preços semelhantes, as vendas da vacina em 2021 podem ficar mais de 50% acima dos 26 mil milhões de dólares (21,6 mil milhões de euros) projetados.

A Pfizer disse que espera lucrar com a vacina, enquanto alguns fabricantes de medicamentos, incluindo a Johnson & Johnson, disseram que a sua vacina será vendida sem fins lucrativos até o fim da pandemia. Com a produção de pelo menos 3 mil milhões de doses da vacina no próximo ano, a Pfizer gerou 3,5 mil milhões de dólares (2,9 mil milhões de euros) em receita no primeiro trimestre, superando as estimativas dos analistas de 3,28 mil milhões de dólares (2,7 mil milhões de euros), de acordo com os dados IBES da Refinitiv.

A receita total para o trimestre de 14,6 mil milhões de dólares (12,1 mil milhões de euros), superou as previsões dos analistas de 13,5 mil milhões de dólares (11,2 mil milhões de euros).

A Pfizer poderá usar o lucro da vacina para investir em pesquisa e desenvolvimento (P&D) de outros tratamentos e em negócios para estimular o crescimento futuro, disse o analista da Edward Jones, Ashtyn Evans. A empresa já disse que está a aumentar os gastos com P&D para fomentar a descoberta de medicamentos usando a tecnologia de RNA mensageiro da vacina contra o Covid-19.

Ler mais
Recomendadas

Philip Morris quer ter maioria da receita proveniente de produtos sem fumo em 2025

Novo presidente-executivo da maior empresa do mundo de produção e comercialização de tabaco dá Portugal como exemplo de um mercado que está a dotar rapidamente as novas tecnologias de produtos de tabaco sem combustão.

Resultado líquido dos CTT mais que duplicou para 8,7 milhões no primeiro trimestre

Lucro trimestral dos CTT cresceu em termos homólogos 136,3%. O aumento das encomendas impulsionou o crescimento das receitas, o que proporcionou o lucro de 8,7 milhões de euros, segundo as contas divulgadas esta quinta-feira.

Trabalhadores da CP e da IP vão estar em greve a 27 de maio

Os trabalhadores reivindicam aumentos salariais para todos, a redução do horário de trabalho para as 35 horas, o trabalho com direitos, o respeito pela contratação coletiva, a redução da idade de reforma e a melhoria do serviço público prestado.
Comentários