Pharol e Sonae SGPS impulsionam PSI20 na ‘maré verde’ europeia

O principal índice bolsista português encerrou a sessão desta terça-feira a somar 0,32%, para 5.300,51 pontos, seguindo a tendência das suas congéneres na Europa.

O principal índice bolsista português, PSI 20, valorizou 0,32%, para 5.300,51 pontos, no fecho da sessão desta terça-feira, seguindo a tendência europeia. Como principais responsáveis estiveram a Pharol, que subiu 7,33%, para 0,20 euros e a Sonae SGPS que cresceu 1,25%, para 0,97 euros.

A valorizar esteve a EDP Renováveis (0,35%), para 8,65 euros, um dia depois da empresa ter informado em comunicado que reforçou a presença na América Latina com a entrada na Colômbia, após ter vencido dois contratos de 20 anos num leilão organizado pelo governo colombiano, para a construção de parques eólicos.

Em terrenos negativos estiveram a EDP, com 0,59%, para 3,34 euros, o BCP, que caiu 0,35%, para 0,23 euros e a Corticeira Amorim, que depreciou 1,11%, para 10,72 euros.

A incerteza em torno do Brexit e a expetativa dos investidores relativamente à reunião da Fed foram os principais fatores a moldar o sentimento dos investidores na sessão desta terça-feira nas principais praças europeias, que encerraram todas no ‘verde’.

Na Alemanha, o DAX subiu 1,710%, no Reino Unido, o FTSE 100 cresceu 0,30%, o francês CAC 40 valorizou 0,24%, o holandês AEX subiu 0,08%. Em Espanha, o IBEX35 ganhou 0,86% e o italiano FTSE MIB cresceu 0,92%.

“A globalidade das praças europeias encerraram em alta, com o setor Automóvel a ser impulsionado pela possibilidade de no futuro vir a ocorrer uma fusão entre a Fiat Chrysler e o grupo PSA, o que justificou uma performance do DAX acima dos pares. Em bom plano esteve também o setor de Recursos Naturais, perante a distribuição de um dividendo superior ao esperado anunciado pela Antofagasta, a depreciação do dólar e o outlook positivo para o cobre. Em território nacional de notar a valorização das ações da Pharol, no dia em que a Unitel se reúne em Angola para decidir sobre o novo Board. A Oi, participada da Pharol no Brasil (cerca de 4,9%) que detém uma participação de 25% na Unitel, estava a valorizar mais de 5% ações preferenciais no mercado brasileiro”, de acordo com a análise de Ramiro Loureiro, analista de mercados do Millennium investment banking.

A cotação do barril de Brent caiu 0,20%, para 67,34 dólares, enquanto a cotação do crude WTI desceu 0,32%, para 59,06 dólares por barril.

No mercado cambial o euro valorizou 0,12%, para 1,13 dólares.

Ler mais
Recomendadas

PSI20 negoceia no verde impulsionado pela Jerónimo Martins contrariando maré vermelha europeia

O principal índice da bolsa de Lisboa, o PSI 20, regista esta sexta-feira uma subida de 0,81% para 5.395,34 pontos, em contraciclo com as bolsas europeias que negoceiam todas no vermelho.

Dados robustos põem Wall Street em máximos

Na Europa, as bolsas recuperam após os agentes económicos terem antecipado o novo envelope financeiro que o BCE vai apresentar em junho.

Wall Street sem tendência definida. Dona do ‘post-it’ afundou cerca de 13% e arrastou o Dow

No setor industrial, destaque para o tombo de 12,95% da 3M, a empresa que inventou e comercializa os ‘post-it’, o que teve um impacto negativo de 0,4% no Dow.
Comentários