Pintura de Magritte vendida por recorde histórico de 23,8 milhões de euros

“Le principe du plaisir” destronou assim “La corde sensible”, vendido em fevereiro do ano passado, em Londres, por 14,4 milhões de libras (16,5 milhões de euros).

Uma pintura de René Magritte foi vendida na segunda-feira, num leilão em Nova Iorque, por 26,8 milhões de dólares (23,8 milhões de euros), tornando-se a obra mais cara de sempre do pintor belga.

“Le principe du plaisir” destronou assim “La corde sensible”, vendido em fevereiro do ano passado, em Londres, por 14,4 milhões de libras (16,5 milhões de euros).

O valor ultrapassou as estimativas da leiloeira Sotheby’s, entre os 15 e os 20 milhões de dólares. Ao todo, sete diferentes colecionadores fizeram ofertas.

Várias obras também excederam o seu valor estimado, como “Improvisation auf mahagoni”, do pintor russo Vassily Kandinsky, que recebeu 24,2 milhões de dólares, enquanto a Sotheby’s estimava que seria vendido entre 15 e 20 milhões de dólares.

Um dos destaques no leilão, uma pintura de Marsden Hartley, considerada um dos primeiros trabalhos totalmente abstratos na história da arte norte-americana, não encontrou comprador.

No domingo, “Garden Corner with Butterflies”, de Vincent Van Gogh, estimado em 40 milhões de dólares, também permaneceu nos braços do proprietário, no final de um leilão da Christie’s dedicado ao Impressionismo e à Arte Moderna.

As vendas continuam até quinta-feira à noite.

Ler mais
Relacionadas

Obra de arte autodestrói-se depois de ser vendida em leilão por 1,2 milhões de euros

‘Girls with balloon’, do artista inglês conhecido como Banksy, foi desfeita por uma destruidora de papel, ativada assim que o martelo assinalou a venda.

Pintura de Pires de Évora cedida por colecionadores ao Museu de Arte Antiga

O quadro foi adquirido pelo Estado, num leilão, em Nova Iorque, em fevereiro, por 280 mil euros, tornando-se a primeira obra deste artista a entrar na coleção daquela entidade, e foi colocada na mesma sala dos Painéis de São Vicente, atribuídos a Nuno Gonçalves.
Recomendadas

Cannes mostra “curiosidade” por Portugal como destino de filmagens

Quase uma centena de realizadores e produtores estiveram presentes no cocktail organizado pelo Turismo de Portugal e pelo Instituto do Cinema e do Audiovisual durante o Festival de Cannes, em França, para promover o novo programa nacional de acompanhamento e crédito fiscal para os filmes rodados no país.

Ministra israelita critica uso de bandeira palestiniana em atuação de Madonna na Eurovisão

A ministra da Cultura israelita, Miri Regev, classificou como “um erro” a presença da bandeira palestiniana nas costas de bailarinos durante a atuação de Madonna na final do Festival Eurovisão.

Governo cria comissão para agilizar produção de filmes e séries internacionais em Portugal

“A Portugal Film Commission irá garantir a simplificação e agilização de procedimentos na obtenção de autorizações para filmagens em Portugal, em articulação com os diversos serviços e organismos públicos da administração central do Estado”, refere um comunicado do Conselho de Ministros.
Comentários