Plano Nacional de Regadios com financiamento aprovado avança no início de 2018

Governo obteve aprovação para avançar com o Plano Nacional de Regadios. Em causa está um investimento de mais de 400 milhões de euros para construir cerca de 90 mil hectares de área de regadio, metade dos quais em Alqueva, anunciou hoje Luís Capoulas Santos.

O Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural anunciou que o Governo obteve aprovação para avançar com o Plano Nacional de Regadios, que representa um investimento de mais de 400 milhões de euros para construir cerca de 90 mil hectares de área de regadio, metade dos quais em Alqueva. Segundo Luís Capoulas Santos, Plano avança em Janeiro do próximo ano.

O anúncio do novo Plano Nacional de Regadios foi feito na audição conjunta da comissão de Agricultura e Mar e da comissão do Orçamento e Finanças, no âmbito da apresentação da proposta de Orçamento do Estado para 2018, na Assembleia da República.

De acordo com Capoulas Santos, o Governo espera dar início aos trabalhos a partir de janeiro, adiantando  que o Plano será financiado através de dois empréstimos conjugados no montante global de 260 milhões, 80 milhões dos quais serão concedidos pelo Banco do Conselho da Europa, e o restante valor pelo Banco Europeu de Investimento.

O plano de financiamento é complementado pelo Programa de Desenvolvimento Rural, onde estão já aprovados os projetos dos restantes regadios que integram o Plano Nacional de Regadios.

Luís Capoulas Santos sublinhou a importância deste Plano no domínio do uso eficiente da água, “um desígnio importantíssimo para o País, e, em particular, para a agricultura, especialmente neste contexto de alterações climáticas e de seca que Portugal atravessa”.

Recomendadas

Taxas Euribor sobem a três, seis, nove e 12 meses

As taxas Euribor subiram esta quinta-feira 0,001 pontos a três, seis, nove e 12 meses em relação a quarta-feira.

Tens 18 anos? Bruxelas volta a oferecer passes de Interrail grátis

Os jovens interessados em viajar pela Europa durante cerca de 30 dias podem candidatar-se até ao próximo dia 11 de dezembro.

PremiumOrçamento do SNS vai crescer menos do que a economia em 2019

Nova ministra vai ter mais 523 milhões de euros no orçamento, mas as transferências para o Serviço Nacional de Saúde vão crescer apenas 2%. No bolo do sector está incluído o avanço nos processos de construção de cinco novos hospitais.
Comentários