PremiumPME terão mais uma forma de financiamento

Advogado Gustavo Ordonhas Oliveira diz que já há interessados em criar fundos de crédito, inclusive gestoras de fundos de capital de risco.

No início do próximo ano, vai surgir um intermédio entre o financiamento bancário e o das sociedades de capital de risco. Chamam-me fundos de crédito e, segundo o advogado Gustavo Ordonhas Oliveira, irão captar especial interesse por parte das gestoras de fundos de venture capital, que investem em startups. O sócio da SRS Advogados diz que é expectável que os loan funds tragam uma mais-valia às empresas, porque, ao contrário dos bancos que apenas fazem o empréstimo, estes instrumentos poderão optar por seguir a abordagem do capital de risco e dar apoio ao negócio, contribuindo para que cresça.

“Temos tido vários contactos de vários players com interesse, inclusive players ativos no mercado dos NLP [non performing loans] e sociedades gestoras de fundos de capital de risco. Ou seja, esta pode ser mais uma linha de negócio”, explicou o jurista ao Jornal Económico, referindo que estes mecanismos concorrem com a banca, mas podem, ao mesmo tempo, dar-lhes mais capacidade de manobra para emprestar dinheiro se comprarem crédito malparado.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Martim Menezes é novo sócio da Abreu

Advogado saiu da CCA para reforçar Contencioso e Comercial do escritório liderado por Duarte d’Athayde.

PremiumOptimal prevê mais operações após negócio da Frulact

Sociedade detida por José Maria Ricciardi, Jorge Tomé e Paulo Tenente assessorou o fundo Ardian na compra da Frulact. ‘Managing partner’ está otimista quanto à atividade em 2020 nas fusões e aquisições, e não só.

Mazars com crescimento de 10,4% do volume de negócios

Em Portugal, a Mazars registou um desempenho positivo em 2018/2019. No horizonte 2020 perspetiva-se que a conjugação do crescimento orgânico com operações de crescimento externo permita um crescimento a dois dígitos, acrescenta a empresa internacional de auditoria e consultoria.
Comentários