Polícia turca termina buscas à residência do cônsul saudita em Istambul

A autorização de Riade para que pudessem ser efetuadas buscas na residência do diplomata só foi emitida na noite de terça-feira.

A polícia turca terminou esta quinta-feira de madrugada as buscas à residência do cônsul saudita em Istambul no quadro das investigações sobre o desaparecimento do jornalista Jamal Khashoggi no passado dia 02 de outubro.

O canal de televisão da Turquia NTV emitiu imagens dos agentes da unidade de investigação que abandonavam a casa por volta das 05:00 (02:00 em Lisboa) transportando caixas de cartão e sacos.

As autoridades turcas efetuaram na passada segunda-feira uma busca ao consulado que se prolongou durante nove horas. O consulado fica localizado a 200 metros da residência do cônsul.

A autorização de Riade para que pudessem ser efetuadas buscas na residência do diplomata só foi emitida na noite de terça-feira, no mesmo dia em que o cônsul Mohamed Otaibi abandonou a Turquia com destino à Arábia Saudita.

Khashoggi, jornalista saudita residente nos Estados Unidos desde o ano passado era uma das vozes mais críticas do regime de Riade. As imagens captadas pelas câmaras de segurança mostram que o jornalista entrou no consulado no passado dia 02 de outubro para obter um documento para casar com uma cidadã turca, mas não é visto a sair do edifício.

De acordo com as notícias publicadas na Turquia e que se fundamentam nas imagens das câmaras de vigilância, no mesmo dia em que o jornalista desapareceu, uma coluna de seis veículos saiu do consulado em direção à residência do cônsul.

O jornal “New York Times” e a estação CNN noticiaram na segunda-feira que a Arábia Saudita vai reconhecer que o jornalista no consulado durante um interrogatório que “correu mal”. Segundo o jornal, cinco dos 15 suspeitos de assassinato são próximos do príncipe herdeiro da Arábia Saudita.

Na terça-feira, a CNN noticiou, citando uma fonte turca, que Jamal Khashoggi foi assassinado no interior do consulado saudita de Istambul tendo o cadáver sido desmembrado para ser retirado do edifício.

Ler mais
Relacionadas

Christine Lagarde cancela viagem que incluía escala na Arábia Saudita

“A viagem da diretora ao Médio Oriente foi adiada”, disse na terça-feira um porta-voz do FMI numa breve declaração, sem mais explicações.

Arábia Saudita condiciona arranque de Wall Street

O índice tecnológico Nasdaq cai mais de 1%, para os 7.420,95 pontos. A cotação do barril de Brent recua 0,52% para 80,01 dólares.

Bolsa saudita desvaloriza 28,6 mil milhões de euros em duas horas

O presidente norte-americano, Donald Trump, admitiu no sábado que a Arábia Saudita possa estar por trás do desaparecimento do jornalista Jamal Khashoggi e advertiu que, se assim for, haverá um “castigo severo”.
Recomendadas

Alemanha deixa de vender armas à Arábia Saudita em resposta ao assassínio de Khashoggi

Há um mês, a Alemanha tinha anunciado que não aprovaria novas exportações de armas para a Arábia Saudita, adiantando que seria feita uma reavaliação dos contratos já aprovados.

Brexit: Acordo em condições de ser aprovado pelos líderes dos 27 no domingo

O projeto de acordo sobre a saída do Reino Unido da União Europeia “está em condições de ser aprovado pelos chefes de Estado e de Governo” dos 27 na cimeira do próximo domingo, disse hoje em Bruxelas o ministro dos Negócios Estrangeiros.

Brexit: Europeus perdem direito de passar à frente na fila de imigrantes

Uma nova política britânica de imigração vai retirar aos cidadãos europeus, incluindo portugueses, o direito de “passar à frente na fila” de imigrantes australianos ou indianos, confirmou hoje a primeira-ministra, Theresa May.
Comentários