Portugal lidera projeto europeu no setor espacial

O Instituto Pedro Nunes vai coordenar um projeto europeu de aceleração para 150 startups que encontrem no Espaço novas oportunidades de negócio. O Astropreneurs arranca já amanhã.

Astropreneurs gere um orçamento de dois milhões de euros para alavancar novas ideias de negócio direcionadas ao mercado espacial ou que incorporem tecnologia espacial em aplicações terrestres. Financiado pela Comissão Europeia, através do Programa H2020, este projeto vai criar novos negócios, gerar emprego e estimular o crescimento económico em cooperação com a indústria, investidores e instituições nacionais e europeias.
O programa é coordenado por Portugal, através do Instituto Pedro Nunes (IPN), e reúne diversos parceiros da Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, França, Reino Unido e República Checa.
Cerca de 500 empreendedores vão ter acesso a uma formação intensiva, que inclui 50 horas de mentoria e consultoria conduzida por 100 peritos para apoiar os empreendedores na aceleração dos seus projetos e na captação de financiamento público e privado, visando uma mais rápida entrada e consolidação no mercado.
O objetivo é ajudar a transformar ideias promissoras em negócios viáveis, para isso, o Astropreneurs abre a porta a uma vasta rede de investidores, indústria e agências de apoio que integram a chamada “economia do Espaço” para que as empresas tirem o máximo partido dos mercados-alvo e das oportunidades globais. Os empreendedores têm ainda acesso a um conjunto de workshops técnicos e a reuniões com os principais ‘stakeholders’ da indústria espacial. As candidaturas abrem em setembro.
Relacionadas

12 novas empresas que vão utilizar tecnologia espacial em mercados terrestres

O programa de promoção da “economia do Espaço” desenvolvivo pelo Instituto Pedro Nunes, com o apoio da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, apoiou mais de 200 jovens empreendedores, alguns dos quais estão em processo de criação de 12 novas empresas.

Startup Ispace angaria 77 milhões para pôr nave espacial na lua até 2020

Algumas das empresas de onde a startup tecnológica conseguiu financiamento foi da companhia aérea local Japan Airlines e da rede de televisão Tokyo Broadcasting System Holdings, bem como do Development Bank of Japan.

Edisoft afirma Portugal na corrida ao espaço com lançamento de quatro satélites

Empresa garante envolvimento nacional no lançamento do foguetão Arianne 5, da Agência Espacial Europeia, hoje, às 17h36m, a partir de Kourou, na Guiana Francesa, que irá transportar quatro novos satélites Galileo, numa operação que será rastreada a partir de uma estação localizada em Santa Maria, nos Açores.
Recomendadas

Natixis convida estudantes e profissionais de TI para seminários e networking

O“NATWORK” realiza-se no próximo dia 20 de outubro, no Warehouse J9A, em Lisboa. A entrada é gratuita.

OutSystems desafia estudantes com ‘batalha’ entre universidades

A equipa vencedora do “Battle of Universities”, que se realiza no próximo dia 3 de novembro, será aquela que reunir mais pontos (e terá como prémio a deslocação a uma das edições da GoTo Conference).

NEC marca presença no “Movidos Pelo Futuro 2018”

NEC mostrou soluções de mobilidade em Guimarães.
Comentários