Portugal no 4º lugar do ranking mundial como melhor destino para investir em imobiliário

Em Março, Portugal passou a ocupar o 4º lugar do Ranking mundial dos melhores países para investir em imobiliário, descendo uma posição em relação a Fevereiro.

Portugal que tinha terminado o ano de 2016 no 6º lugar e entrou em Janeiro de 2017 na 5ª posição, subindo em Fevereio para o 3º lugar, descendo agora uma posição devido à subida dos Emirados Árabes Unidos, passando agora a ocupar a 4ª posição.

A Espanha que já tinha destronado os Estados Unidos da América no último mês, mantém a liderança e continua a manter o lugar de melhor destino para investimento.

Os EUA depois de terem perdido a posição de topo, depois de sete meses consecutivos de liderança, descem em Março novamente uma posição, ocupando agora o terceiro lugar, sendo ultrapassado pelos Emirados Árabes Unidos, que sobe quatro lugares na tabela.

Segundo o TheMoveChannel, o principal site independente de imobiliário internacional, que avalia mensalmente o interesse a nível mundial dos investidores, a grande protagonista do mês de Março continuou a ser a Espanha.

Os EUA e a Espanha têm lutado pela melhor posição no ranking durante muito tempo. “Com os preços a subir e o sentimento na economia dos EUA a permanecer positivo, a América continua a ser um mercado atraente para os compradores internacionais. O apelo da Espanha ainda é forte, embora o Reino Unido com a saída da UE tenha levado os compradores britânicos a adiarem a pesquisa por imobiliário até saberem como as negociações com a UE se desenrolam”, revela Dan Johnson, director do TheMoveChannel.

Recomendadas

Governo também vai baixar duração máxima dos contratos a prazo no Estado para dois anos

“O Governo assume desde já o compromisso, como empregador, de emitir uma orientação a todos os serviços para respeitarem os tempos que estão previstos no Código do Trabalho”, disse o ministro do Trabalho.

Número de turistas no Algarve cresceu 9,3% no primeiro semestre de 2019

A Algarve recebeu, entre janeiro e junho, mais 9,3% de hóspedes do que no mesmo período de 2018, o que representa mais 3,3% de dormidas e um aumento de 7,9% nos proveitos totais, segundo o Instituto Nacional de Estatística.

Primeiro-ministro de Itália demite-se

Giuseppe Conte arrasou o ‘seu’ ministro do Interior, Matteo Conte, a quem acusou de ter um projeto pessoal que não passa necessariamente por aquilo que são as prioridades do país.
Comentários