Portugal no 4º lugar do ranking mundial como melhor destino para investir em imobiliário

Em Março, Portugal passou a ocupar o 4º lugar do Ranking mundial dos melhores países para investir em imobiliário, descendo uma posição em relação a Fevereiro.

Portugal que tinha terminado o ano de 2016 no 6º lugar e entrou em Janeiro de 2017 na 5ª posição, subindo em Fevereio para o 3º lugar, descendo agora uma posição devido à subida dos Emirados Árabes Unidos, passando agora a ocupar a 4ª posição.

A Espanha que já tinha destronado os Estados Unidos da América no último mês, mantém a liderança e continua a manter o lugar de melhor destino para investimento.

Os EUA depois de terem perdido a posição de topo, depois de sete meses consecutivos de liderança, descem em Março novamente uma posição, ocupando agora o terceiro lugar, sendo ultrapassado pelos Emirados Árabes Unidos, que sobe quatro lugares na tabela.

Segundo o TheMoveChannel, o principal site independente de imobiliário internacional, que avalia mensalmente o interesse a nível mundial dos investidores, a grande protagonista do mês de Março continuou a ser a Espanha.

Os EUA e a Espanha têm lutado pela melhor posição no ranking durante muito tempo. “Com os preços a subir e o sentimento na economia dos EUA a permanecer positivo, a América continua a ser um mercado atraente para os compradores internacionais. O apelo da Espanha ainda é forte, embora o Reino Unido com a saída da UE tenha levado os compradores britânicos a adiarem a pesquisa por imobiliário até saberem como as negociações com a UE se desenrolam”, revela Dan Johnson, director do TheMoveChannel.

Recomendadas

Um ministro das Finanças e um orçamento comum, as receitas de Blanchard para a Zona Euro

O antigo economista-chefe do FMI traçou o caminho para uma política monetária e orçamental mais coordenada para a zona euro. Além da criação de um posto de ministro das Finanças, Olivier Blanchard disse que é essencial agilizar as políticas sobre o défice e sugeriu um orçamento comunitário comum.

Governo estuda emissão de obrigações para empresas industriais

O Governo está a estudar lançar emissões de obrigações agrupadas para vários setores, nomeadamente o industrial, depois de anunciar hoje uma operação destinada a empresas de turismo, de acordo com o ministro Adjunto e da Economia.

“A economia está a arrefecer”, alerta banco central da Alemanha 

O Bundesbank, banco central alemão, considerou esta segunda-feira que a economia da Alemanha está a abrandar após um período de grande prosperidade, mas espera uma estabilização no segundo semestre do ano.
Comentários