Portugal sem meios de proteção de dados pessoais, CNPD alerta o agravamento da situação

A CNPD recebeu 186 queixas que originaram processos de investigação. Atualmente, a entidade queixa-se da falta de recursos humanos e salienta que ”a situação está cada vez pior”.

REUTERS/Kacper Pempel

Num espaço de cinco meses, foram comunicados à Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) 123 casos de violação de dados pessoais e 186 queixas, noticiou  ”Jornal de Notícias” (JN) esta quinta feira, 8 de novembro.

Estes casos são considerados como quebras de segurança reportadas por empresas e entidades públicas desde 24 de maio, quando entrou em vigor o Regulamento Geral de Proteção de Dados.

Segundo Isabel Bairrão, advogada na Garrigues na área de Proteção de Dados, o número poderá ser muito maior.

Ainda assim, segundo o JN, a CNPD sofre de falta de recursos humanos para se fazer a fiscalização que manda a lei. ”A situação está cada vez pior”, revela Filipa Calvão, presidente da Comissão Nacional de Proteção de Dados. Atualmente, a entidade conta apenas com 19 membros na equipa e Filipa Calvão espera que a equipa seja ”bastante reforçada” para que se aproxime das práticas de países europeus.

Relacionadas

Web Summit: “A Google leva a privacidade muito a sério”

Conhecer os clientes e personalizar serviços são características cada vez mais importantes para as empresas financeiras devido à emergência de multi nacionais e globalização tecnológica.

Cibersegurança: Atacantes viraram-se para “quem não está preparado”

No mês internacional da consciencialização em cibersegurança, em entrevista ao Jornal Económico, o especialista em cibersegurança Rui Shantilal salienta o elevado número de empresas ou utilizadores que mantêm a perspetiva de que são irrelevantes para os atacantes e que estes apenas endereçam as grandes instituições ou os bancos.

Escândalo de Cambridge Analytica vai custar ao Facebook 565 mil euros

As autoridades britânicas multaram a rede social de Mark Zuckerberg, alegando que o Facebook violou a lei de proteção de dados no país. O valor da coima corresponde ao máximo que a ICO pode impor.
Recomendadas

Quem vai ganhar um Óscar? Conheça os nomeados

“Roma” e “Favorita” lideram as nomeações, Christian Bale conquista lugar na competição para Melhor Ator e “Black Panter” torna-se no primeiro filme da Marvel a competir pelo prémio principal. O JE conta-lhe tudo sobre as nomeações da academia.

PpDM apela aos deputados que aprovem proposta de alteração da Lei da Paridade

Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres enaltece as medidas incluídas na proposta de lei que vai ser hoje discutida e votada na especialidade. “O Parlamento pode marcar a diferença na nossa democracia representativa”, sublinha a associação.

Ministro da Educação defende propinas pagas por empresas para reduzir “custos diretos das famílias”

O fim das propinas tem vindo a ser defendido por dirigentes do PS, do BE, do PCP. Já o Presidente da República disse concordar “totalmente” com a ideia de se caminhar para o fim das propinas.
Comentários