Portugal sobe dois lugares e é o terceiro país mais pacífico do Mundo

Portugal está no top 3 dos países mais pacíficos do Mundo. A liderar o ranking está a Islândia, que ocupa a primeira posição desde 2008, seguida pela Nova Zelândia.

Crime, terrorismo, estabilidade política e a segurança. Estes são alguns dos fatores decisivos que ajudam todos os anos ao estabelecimento do Global Peace Index (GPI). A análise aos dados de 163 países e territórios independentes é feita pelo Instituto para a Economia e Paz (IEP), um think-tank sediado em Sydney, na Austrália.

A liderar o ranking está a Islândia, que ocupa a primeira posição desde 2008, seguida pela Nova Zelândia. Portugal subiu dois lugares e é atualmente o terceiro país mais pacífico do Mundo, destaca o relatório do Institute for Economics&Peace (IEP).

“Portugal passou para a terceira posição, o ranking mais alto desde a início do índice, uma melhoria notável dado que ocupava menos 16 menos posições há cinco anos atrás”, explica o relatório do IEP, tendo registado melhorias em 12 dos 23 indicadores analisados. 

O IEP destaca a recuperação da economia portuguesa como factor de estabilidade. “Portugal encerrou o programa de assistência fiscal em 2014, embora exista pressão contínua da UE para alcançar a consolidação fiscal. As restrições orçamentais, consequentemente, levaram a uma liquidação das operações militares no exterior, assim como no tamanho e no financiamento das forças armadas”, diz o relatório.

A nível global “a paz melhorou ligeiramente este ano em 0,28%”, registando melhorias em 93 países, enquanto 68 países se deterioraram.

A Síria é apontada como o país menos seguro pelo segundo ano consecutivo.

Recomendadas

Angela Merkel e Boris Johnson consideram prematuro regresso da Rússia ao G7

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disseram esta quarta-feira em Berlim ser prematuro considerar o regresso da Rússia ao G7, uma ideia avançada pelo Presidente norte-americano, Donald Trump.

Oposição venezuelana anuncia nova fase de mais pressão contra o regime

O presidente do parlamento venezuelano, Juan Guaidó, disse esta quarta-feira que a oposição tem mantido conversações com o governo dos Estados Unidos e anunciou que chegou o momento de pressionar mais o regime liderado por Nicolás Maduro.

António Guterres participa na cimeira do G7 e intervém sobre biodiversidade e oceanos

O secretário-geral das Nações Unidas vai participar na cimeira do G7, seguindo depois para uma conferência sobre o desenvolvimento africano, no Japão, e ficará três dias na República Democrática do Congo para mobilizar apoio contra a epidemia de Ébola.
Comentários