Portugueses da Indico investem em empresa alemã de trotinetes

O primeiro fundo privado de investimento em capital de risco português investiu 3,25 milhões na TIER, principal empresa europeia de micro mobilidade.

A Indico divulgou o seu investimento na TIER, realizado na ronda anterior de financiamento, em parceria com um grupo de fundos Europeus de primeira linha onde se incluem a Northzone, a Whitestar, a Point Nine, a Speedinvest, a Kibo Ventures e outros investidores, incluindo o Campeão de Fórmula 1 Nico Rosberg. A empresa já angariou mais de 30 milhões de euros até esta fase.

A empresa está agora firmemente estabelecida como o principal ‘player’ europeu em micro mobilidade estando presente em 24 cidades, a crescer 20% semanalmente, sendo já lucrativa nos seus principais mercados no norte da Europa. A TIER recentemente completou dois milhões de viagens, tornando-se a mais rápida empresa europeia de trotinetas elétricas a alcançar essa métrica. A empresa já conta com mais de 10 mil trotinetes na sua frota.

Lawrence Leuschner, CEO da empresa, afirmou que “a TIER é considerada a empresa que mais rápido cresceu na história da Alemanha, tendo demostrado resultados exponenciais desde que iniciou suas operações em Outubro do ano passado. Estamos muito satisfeitos em contar com a Indico como nossos investidores e parceiros nesta viagem.”

Sobre este investimento, Stephan Morais, Managing General Partner da Indico, afirmou: “estamos comprometidos em ajudar a mudar a forma como as pessoas se movem nas cidades, de maneira mais sustentável respeitando o meio ambiente. A TIER tem as métricas mais impressionantes da Europa. A capacidade de execução e expansão da equipa é incrível.”

Recomendadas

Lesados do BES. António Costa “disse que acabou. Não há mais dinheiro”

Uma organizadora do movimento dos emigrantes lesados do BES em França contou hoje à Lusa que o primeiro-ministro, António Costa, lhe disse que não haveria mais dinheiro para além do que já foi acordado.

Trabalhadores da General Motors em greve a partir de segunda-feira

O sindicato United Auto Workers (UAW), o maior do setor automóvel, marcou hoje uma greve que abrange os cerca de 48 mil trabalhadores do gigante norte-americano General Motors (GM) na primeira paralisação em 12 anos.

PremiumPresidente da ATP disponível para novas fusões que unifiquem o setor

Mário Jorge Machado diz que consolidar o associativismo nos têxteis até unir todos os empresários seria benéfico para o setor. Frente internacional é outra prioridade do líder da Associação Têxtil e do Vestuário de Portugal.
Comentários