PremiumPortugueses têm 17 mil automóveis por reparar afetados pelo dieselgate

Em Portugal foram identificadas 125 mil viaturas do grupo Volkswagen afetados pelo escândalo da manipulação das emissões poluentes. Deste total, ainda é preciso intervir em cerca de 15% dos carros afetados.

Nas estradas portuguesas ainda circulam 17 mil automóveis do grupo Volkswagen (VW) que têm instalado o software fraudulento que manipula as emissões poluentes. Dos 125 mil automóveis afetados pelo ‘dieselgate’ em Portugal, 85% já foram reparados pelas devidas marcas. O balanço foi feito pelo Ministério da Economia ao Jornal Económico com base nos dados do Instituto de Mobilidade e de Transporte (IMT), a autoridade nacional competente na matéria, relativos ao último trimestre de 2018.

Entre as quatro marcas do grupo VW afetadas pelo ‘dieselgate’, a Audi é a que conta com a percentagem mais elevada de intervenções já realizadas no país (89,5%), seguida da Volkswagen (87,2%), da Seat (79%) e da Skoda (78,4%). Mas a Volkswagen foi a marca com mais automóveis afetados pelo escândalo da manipulação das emissões poluentes no mercado nacional (57.898 veículos), seguida da Audi (35.846), da Seat (23.188) e da Skoda (8.317).

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Relacionadas

Emissões de gases poluentes: Fiat Chrysler condenada a pagar 800 milhões de dólares

Departamento da Justiça norte-americano afirma que este acordo não resolve a investigação criminal apontado à Fiat Chrysler pela sua conduta.

Do ‘dieselgate’ a dispositos fraudulentos: 5 escândalos que abalaram a indústria automóvel

A prisão de Ghosn terá estado no centro de um escândalo de fraude fiscal. Este é apenas um caso que já envolveu várias marcas e grandes líderes de empresas.
Recomendadas

Ásia e sustentabilidade: as lentes dos investidores em 2030, segundo a Allianz Global Investors

O “Investment Fórum 2019” da gestora de investimentos do grupo alemão Allianz, que se realizou em Frankfurt, concluiu ainda que a probabilidade de a guerra comercial continuar é significativa.

A sair do forno

Chamam-lhe o coração da cozinha e é por isso que o novo forno a vapor da AEG dará nova vida aos seus cozinhados. Um truque exclusivo dos profissionais, que agora está ao seu alcance.

Petrolífera Anadarko anuncia “oportunidade para várias gerações” em Moçambique

O projeto de exploração de gás natural na Área 1 da bacia do Rovuma é uma oportunidade para várias gerações de moçambicanos, referiu este terça-feira o presidente da petrolífera que lidera o investimento.
Comentários