PPE: Manfred Weber é o candidato à presidência da Comissão Europeia

O alemão será o candidato do Partido Popular Europeu (PPE) ao cargo de presidente da Comissão Europeia, ao ser hoje eleito, em Helsínquia, no congresso desta família política, que inclui PSD e CDS-PP.

Weber, atual líder do grupo do PPE no Parlamento Europeu, recolheu 492 votos dos delegados, contra 127 de Alexander Stubb, antigo primeiro-ministro finlandês, pelo que será o ‘spitzenkandidat’ daquela que é atualmente a maior família política europeia à sucessão de Jean-Claude Juncker.

O processo de designação do presidente do executivo comunitário entre os cabeças de lista indicados pelas famílias políticas europeias (os chamados “Spitzenkandidaten”, termo alemão que se pode traduzir por “candidatos principais”), segundo os resultados eleitorais, foi inaugurado por ocasião das anteriores eleições europeias, em 2014.

Antes, o presidente da Comissão era escolhido pelo Conselho Europeu – chefes de Estado e de Governo da União Europeia -, e posteriormente ratificado pelo PE, tendo Durão Barroso sido o último presidente do executivo comunitário (2004-2014) a ser indicado sem recurso ao método do “Spitzenkandidaten”.

Recomendadas

Lei laboral: Quais são as principais alterações em causa?

Acordo entre a direita e o PS viabilizou em julho as alterações ao Código do Trabalho. Turbulência no namoro da geringonça deriva principalmente da discordância quanto ao alargamento do período experimental. Saiba o que está em causa.

Governo considera que não existem motivos para PCP e Bloco pedirem a fiscalização da lei laboral

O ministro do Trabalho defende que não há razões para os parceiros da geringonça pedirem ao Constitucional para avaliar as alterações ao Código do Trabalho.

Lei laboral: O que dizia o acórdão do Tribunal Constitucional de 2008?

Partidos à esquerda do PS vão pedir apreciação da lei laboral ao Tribunal Constitucional e recordam acórdão de 2008 sobre o alargamento do período experimental de 90 para 180 dias para trabalhadores indiferenciados.
Comentários