PPE: Moedas prefere Stubb, mas respeita a opção do PSD que prefere Manfred Weber

O comissário europeu Carlos Moedas disse hoje respeitar a decisão do PSD de apoiar Manfred Weber como candidato do Partido Popular Europeu (PPE) à presidência da Comissão Europeia, não escondendo, contudo, a sua afinidade pessoal com Alexander Stubb.

Foto: Cristina Bernardo

“É uma escolha muito difícil, porque eu realmente tenho uma afinidade pessoal muito grande com o Alexander Stubb. Acho que ele é realmente um candidato extraordinário. Os dois são muito bons e acho que, ontem [quarta-feira], o debate foi muito equilibrado, estiveram muito bem. Mas conheço Alexander Stubb há muito tempo, é um homem que acredita que o futuro da política não é através de explorar o medo, mas sim as esperanças das pessoas e as oportunidades”, apontou.

Amigo pessoal do antigo primeiro-ministro finlandês, o comissário europeu para a Investigação, Ciência e Inovação disse respeitar a decisão do seu partido, mas reconheceu que “obviamente” tem uma afinidade “muito maior” com Stubb.

“Penso que é uma escolha que tem lógica, que eu respeito. Creio que qualquer que seja o escolhido vai ser um bom candidato para o futuro do PPE, e isso mostrou-se ontem [quarta-feira] com Manfred Weber, que não conheço tão bem. Revelou-se um homem muito humano, um lado diferente daquele que conhecíamos. Depois do debate, a minha opinião até ficou mais favorável em relação a Weber, pela prestação que teve ontem”, analisou.

Moedas considerou que a grande diferença entre os dois candidatos a candidato do PPE à sucessão de Jean-Claude Juncker na presidência do executivo comunitário é que o finlandês é virado para “o futuro, para a ciência”, áreas que lhe dizem “muito”.

O comissário assumiu ainda que é difícil haver uma “surpresa” no congresso de Helsínquia. “Há uma expectativa que Manfred Weber ganhe, mas como o voto é secreto pode haver um volte face. Contudo, penso sinceramente que é difícil que Alexander Stubb ganhe. Mas acho que fez muito bem ao congresso, fez uma campanha moderna, diferente, com jovens aqui à entrada. Seria triste que isto fosse só com um candidato”, enalteceu.

O PPE escolhe hoje o seu candidato à presidência da Comissão Europeia, com PSD e CDS-PP a contribuírem para a decisão entre o alemão Manfred Weber e o finlandês Alexander Stubb no congresso de Helsínquia.

758 delegados vão votar para eleger o candidato da maior família política europeia à presidência do executivo comunitário, entre o atual líder do Partido Popular Europeu no Parlamento Europeu (PE) e o antigo primeiro-ministro finlandês.

Com o apoio declarado do PSD, de Angela Merkel, e de todos os outros chefes de Governo do PPE, Manfred Weber está na ‘pole position’ da corrida a ‘Spitzenkandidat’ (termo alemão para candidato principal) do grupo.

Ler mais
Recomendadas

Associação Nacional de Bombeiros quer estatuto único para todos os profissionais

O presidente da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais (ANBP), Fernando Curto, defendeu hoje a integração dos bombeiros das Equipas de Intervenção Permanente (EIP) no estatuto dos bombeiros profissionais que está atualmente em discussão.

Rui Rio diz que elevado número de propostas de alteração do OE2019 mostra “alguma vitalidade” dos deputados

O presidente do PSD, Rui Rio, considerou hoje que o número de propostas de alteração do Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) é sinal de “alguma vitalidade” do trabalho feito pelos deputados na Assembleia da República.

“Foi bom, mas podia ter sido muito melhor”. PEV faz balanço dos três anos de “geringonça”

O dirigente do Partido Ecologista “Os Verdes” (PEV), José Luís Ferreira, admitiu hoje que “o percurso” dos últimos três anos, em que o partido apoiou o Governo minoritário do PS, “foi bom, mas podia ter sido muito melhor”.
Comentários